Arquivo da tag: Agradecimento

Spock, um vestido e despedidas

  • Spock

Mr-SpockNa manhã de sexta-feira (27/02) morreu um dos grandes ícones dos aficcionados por ficção científica, dos nerds e dos geeks. O Ator e diretor Leonard Nimoy, reconhecido por dar vida ao personagem que inspirou multidões a se interessarem por ciência e tecnologia, Mr. Spock da série Star Trek – Jornada nas Estrelas.

Mas por que homenageá-lo aqui na minha coluna sobre fotografia?

enhanced-22794-1425068382-9Acompanhei a série durante minha adolescência, mesmo sendo uma série antiga, bem anterior à minha geração, sempre me encantei com a forma que a tecnologia era retratada naquela época e sempre me interessei muito por assuntos como o Universo e a possibilidade de viajar e conhecê-lo.

grid-cell-475-1425076911-16Mas isso não vem ao caso. Faço aqui essa homenagem pois descobri que além de  ator, diretor, cineasta e poeta, Nimoy era um apaixonado fotógrafo desde sua infância, chegando até mesmo a considerar a possibilidade de abandonar a carreira de ator, e se dedicar a fotografia.

grid-cell-11177-1425076921-15Felizmente para todos, Nimoy pôde concialiar ao longo de sua longa e prospera vida ambas as carreiras. Após seu sucesso como Spock em Star Trek, em alguns outros filmes do universo da série, dirigindo e atuando, a partir dos anos 90, Nimoy pode se dedicar mais à sua carreira brilhante como fotógrafo.

grid-cell-19510-1425076938-22Em 2004, em entrevista ao The Republican, o ator chegou a citar a dificuldade em iniciar uma  nova carreira, pois por ser reconhecido em uma área da arte, ele sofreu certa resistência da crítica e do público.

grid-cell-19533-1425076995-18Apesar disso o trabalho de Nimoy teve grande aceitação e foi muito bem recebido. A partir daí, criou diversas séries fotográficas se mostrando um exímio retratista. Em uma de suas séries: “Secret Selves” – (personalidades secretas), Nimoy retratou o lado secreto da vida de algumas pessoas apresentando a série com as fotografias e as entrevistas com cada retratado.

grid-cell-8892-1425077072-15Não poderei exibir todo o conteúdo das fotos de Nimoy aqui, em muitas de suas séries, gostava de retratar o íntimo de cada pessoa e explorava as formas e contornos de seus corpos nus. Por isso, acessem o link abaixo para conferir melhor o trabalho desse Gênio em tantos sentidos.

BuzzFeed – 35 Beautiful Art Photographs Made By Leonard Nimoy
(Gabriel Sanchez)

  • Um Vestido

” Azul e preto? Branco e dourado?  Acho que meu cérebro está quebrado”

tumblr_nkcjuq8Tdr1tnacy1o1_1280
Vestido do Capiroto

Também na semana passada, vivemos uma comoção mundial. E eu não estou falando de nenhuma crise política, econômica ou social, nem falta d´água, nem Estado Islâmico. A internet parou… por um vestido. Pela simples cor de um vestido.

Uma foto de um vestido começou a correr pelo Tumblr, então começou a “treta”. A maioria, me incluo aqui, opinava que o vestido era Branco e Dourado, enquanto a minoria via Preto e Azul. E justamente por essa discrepância que a polêmica cresceu. Como poderíamos confundir cores tão diferentes? Alguém utilizou o Photoshop para bater o martelo. Preto e Azul.

Mas a resposta pouco importa, Naquela foto em específico, cada um de nós continuávamos vendo coisas diferentes. E vamos continuar. A questão não é sobre a tela na qual você está vendo, não são fotos diferentes, não é um GIF e não é um hoax. É nosso cérebro.

Acreditem ou não, aprendemos a ver, ouvir e até a sentir muito mais como um processo interno do que externo. Nosso cérebro interpreta estímulos externos a partir do contexto no qual tais estímulos se inserem.

Conversei com alguns amigos em um restaurante sobre o tal do vestido, no fundo, tocava uma música. Enquanto alguns de nós que conhecíamos a música conseguiamos identificar em detalhes o que estavamos ouvindo, os que não conheciam, não identificavam nada além de uma leve batida ritimada.

Ou seja, estávamos ouvindo nossa própria memória estimulada de forma extremamente suave. E é esse o segredo do vestido: Observem que na foto há pouco contexto para que nosso cérebro compare cores e luzes diferentes. Se uma parede branca é exposta a uma luz azul, nosso cérebro é capaz de compensar a iluminação e interpretar aquela parede como branca. Sendo assim, o que parou a internet nessa história não foi um vestido, mas sim a percepção de que nosso cérebro é muito mais poderoso do que imaginamos.

É preto e azul, pronto!

  • Despedida

jatefalei_choquecultural-36Finalizo com outra homenagem. Meu grande amigo, colunista Surreal e futuro jornalista brilhante, deixa essa semana o blog Já te Falei. Por questões melhor explicadas pelo  próprio em seu último post conosco, Lucas Ferrer, deixa o Blog de forma extremamente respeitosa, íntegra e alegre.

Foi o Carnaval mais lindo, mas minha Escola já passou

Lucas sempre nos fez refletir profundamente, nos divertiu nos instigou a criar novas formas de pensar, a questionar até a nós mesmos e a evoluir através de cada reflexão.

Lucas, obrigado por tudo, Irmão! Desejo toda sorte nos seus novos desafios, obrigado e parabéns!

Anúncios

Retrospectiva 2014 – De lá até aqui…

cobertura_evento_jatefalei-82014 foi nosso ano de estréia, nosso ano de aprendizado, nosso ano de engatinhar. Vocês acompanharam o lançamento do Já te Falei e de quebra aprenderam umas dicas pra cobrir um evento.

"View from the Window at Les Gras" - Joseph Nicéphore Niépce
“View from the Window at Les Gras” – Joseph Nicéphore Niépce

Descobrimos como nasceu a fotografia e como a fotografia nasceu em mim. Não somos os primeiros nem os últimos nessa arte, por isso devemos constantemente olhar para trás, conhecer, estudar, e aprender com nossos mestres para desenvolver nossa criatividade e direcionar nosso olhar. jatefalei_michaelfreeman_4Do intrusivo Mark Cohen, que fotografa em seu quintal ao explorador Michael Freeman que tem um mundo em seu quintal.

"Ugandan Girl" por Andrew Suliteanu Concorrente ao National Geographic Photo Contest
“Ugandan Girl”
por Andrew Suliteanu
Concorrente ao National Geographic Photo Contest

Descobrimos que o passado e o futuro estão sempre presentes, constantemente se intercalando e norteando o olhar coletivo de nossa arte. Construímos nosso olhar observando o que está ao alcance de todos como num concurso de escala global como o National Geographic Photo Contest, que redefine os caminhos da fotografia até aquilo que está ao nosso lado, nossos artistas contemporâneos, colegas e amigos como Wellington Rockers, com quem podemos conversar e conhecer cara a cara.

sobeosamba_jatefalei-10Também conhecemos a importância de registrarmos a nós mesmos, o que está à nossa volta, que faz parte de nossa vida de nossas raízes e de nosso futuro. jatefalei_ensaio_tais-8Vocês acompanharam minha primeira vez com minha namorada, me acompanharam matando a saudade dos meus amigos subindo o Samba e retornando às raízes e até participando de uma maratona ou fazendo um rolê Natalino.

aperture_jatefalei- 15Nunca abandonamos também nossos aprendizados técnicos, arte e técnica sempre andam juntos,  é necessário dominar desde nossa matéria prima, nossas câmeras e equipamentos, e clique a clique entender como compor uma imagem e o funcionamento do ISO,  da Velocidade do Obturador e da Abertura criando assim, um ambiente fértil para o desenvolvimento de nossa criatividade. Ou simplesmente como fotografar a Lua sem precisar ir até lá

cobertura_evento_jatefalei-39Dessa forma, agradeço profundamente à cada um que participou e acompanhou essa jornada! Foi um prazer imenso estar ao lado de vocês, nos despedimos do ano, mas mantemos a esperança de nos superarmos nos próximos, novo ano, novos projetos e você continua acompanhando cada passo aqui no Já te Falei!

Obrigado à todos os Colunistas, obrigado Família, Obrigado Namorada, Obrigado Amigos e Obrigado à  todos os leitores! Feliz ano novo!

Até semana que vem, até ano que vem!
E daqui até ali, Bem vindo 2015!

Feliz Natal e o Rolê Clichê Paulistano

E quem disse que clichê tem que ser ruim?

jatefalei_rolêclhichê-130

jatefalei_rolêclhichê-140Quando viajamos visitamos museus, exposições, feiras de rua, conhecemos artesanato, arte, cultura e tradições regionais. Se gostamos tanto de visitar outras culturas, por que não nos empenhamos mais em conhecer nossa própria? Nossas tradições, nosso artesanato, nossa arte? Nossos artistas de rua, nossa cidade e nossa história?

jatefalei_rolêclhichê-163Domingo (21/12) fui conhecer uma das maiores tradições da cidade de São Paulo, um dos rolês mais clichês da nosssa cultura urbana: Vai pra Paulista! Carnaval? Vai pra Paulista! Páscoa? Vai pra Paulista! Ano novo? Paulista! Futebol? Paulista! Entre tantas outras… Mas o Natal possui um lugar especial nessa tradição, a luz, a decoração, o clima e o calor do povo trazem uma atmosfera ainda mais mágica ao coração de nossa cidade.

jatefalei_rolêclhichê-149Quero aproveitar a mágica que permeia essa data para agradecer a todos vocês! Minha família que me acompanha e me apoia desde que surgiu a idéia do Blog, e que entende quando mergulho aqui nas postagens por horas sem conseguir dividir minha atenção e ainda participam ativamente. jatefalei_rolêclhichê-150Agradeço aos meus amigos que também me apoiam, os que me acompanharam na pauta de hoje e tornaram a experiência muito mais divertida e aos que divulgam e acompanham o Blog.

Obrigado a cada colunista que com nossos esforços individuais na criação de cada post, de cada arte, cada divulgação e sempre trabalhando para nosso crescimento  coletivo. Obrigado a cada um que fotografei esse ano, acredito que existe algo de incrível em cada um de vocês que precisa ser eternizado,

jatefalei_rolêclhichê-26Obrigado A Dupla da Paulista, Gustavo Pereyra, que só deixa fotografar depois da conversa, Pekeno e Pedro no BMX e às Estátuas vivas com quem não pude conversar. Obrigado ou Povo e à Cidade de São Paulo por serem FODA! (desculpem, não tem outra palavra). E em especial, obrigado a você que lê, acompanha e interage! Muito, MUITO obrigado!

E como já disse aqui, eu me expresso por imagens então nada melhor que deixar o meu Feliz Natal com uma galeria cheia das melhores imagens que pude registrar no meu rolê clichê!