Arquivo da categoria: Finanças para Artistas

Previdência Privada: Imposto de Renda

Ir PrevidenciaExistem duas opções de Imposto de Renda para a Previdência Privada. São elas:

Tributação progressiva compensável

Nessa tributação, independente do momento do resgate ou recebimento de renda  será cobrada a alíquota de 15% retida na fonte. Essa alíquota pode ser ajustada para mais ou para menos de acordo com o seu IRPF (Imposto de Renda Pessoa Fisica).

De acordo com o seu total de renda declarada, você saberá se além dos 15% já pago terá que pagar mais, não terá que pagar ou se vai restituir o que já pagou.

Tabela dedução do IR até 64 anos:

Base de cálculo Mensal em R$ Alíquota
Até 1.787,77
De 1.787,78 até 2.679,29 7,5%
De 2.679,30 até 3.572,43 15%
De 3.572,44 até 4.463,81                 22,5%
Acima de 4.463,82             27,5%

Tabela dedução do IR acima de 64 anos:

Base de cálculo Mensal em R$ Alíquota
Até 3.575,54
De 3.575,55 até 4.467,06 7,5%
De 4.467,07 até 5.360,20 15%
De 5.360,21 até 6.251,58                 22,5%
Acima de 6.251,59             27,5%

A compensação de imposto vai acontecer de acordo com a renda que você declarou no ano que você fez o resgate.

Exemplo dessa compensação: você tem 40 anos e o total da renda mês que você declara é de R$ 4.000,00, esse valor te enquadra na faixa de IR de 22,5%, logo, se você fez um resgate e já pagou 15% de IR retido na fonte, terá ainda que pagar a diferença, 7,5%.

Nota: O rendimento da previdência no ano que você fez o resgate ou transformou em renda, deverá ser contabilizado também como renda para efeito dessa dedução.

Tributação regressiva definitiva

Nessa tributação é levado em consideração apenas o tempo que o valor ficou aplicado e o IR é retido na fonte. Segue tabela:

Tempo da aplicação Alíquota
0 a 2 anos 35%
2 a 4 anos 30%
4 a 6 anos 25%
6 a 8 anos 20%
8 a 10 anos 15%
Acima de 10 anos 10%

Você opta pelo regime de tributação no ato da contratação. Escolher a tributação do seu plano de previdência é uma tarefa muito importante. Para efeito de IR, enquanto a tributação compensável progressiva leva em consideração a sua renda a tributação definitiva regressiva leva em consideração apenas o tempo de aplicação.

Espero ter ajudado.

Até a próxima quinta.

 

Anúncios

Previdência Privada: taxa de carregamento

taxa de carregamento

Quando você contrata um plano de Previdência, além de você escolher o tipo do plano, comparar a taxa de administração e escolher a tributação, você precisa também avaliar a taxa de carregamento.

Na maioria dos planos é cobrada a taxa de carregamento.

Essa taxa é cobrada sobre cada aplicação que você faz, ou seja, se você contratar um plano aplicando incialmente R$2.000,00 e contribuir mensalmente com R$100,00, a taxa de carregamento será cobrada sobre os R$ 2.000,00 e depois será cobrado em todas as contribuições mensais de R$ 100,00. Vamos continuar nesse exemplo e vamos supor que a taxa de carregamento que é cobrado no plano que você contratou é de 3,5%, logo quando você aplicar esses R$2.000,00 iniciais, será deduzido R$ 70,00 de taxa de carregamento e apenas o valor de R$1.930,00 irá para o seu plano de Previdência. O mesmo ocorrerá com as contribuições mensais, do valor de R$100,00 será deduzido R$3,50 e irá todo mês para o seu plano o valor de R$ 96,50.

Antes de contratar um plano verifique as condições da taxa de carregamento. Existem planos que a taxa começa com um percentual e vai diminuindo conforme aumenta o valor que você aplica ou o valor acumulado do seu plano.

Quanto menor a taxa de carregamento melhor para você.

Por isso é importante lembrar que ao fazer uma aplicação em um Plano de Previdência que possui a taxa de carregamento, o objetivo desse recurso deve ser de longo prazo. Se você resgatar no curto prazo, pode receber menos do que aplicou, isso ocorre por não ter tido tempo de recuperar o que pagou de carregamento com o rendimento do seu plano.

Em alguns bancos e seguradoras dependendo do valor que será aplicado, você pode negociar uma taxa de carregamento menor ou até conseguir uma isenção. Eu sugiro que você tente sempre negociar essa taxa, como eu já disse quanto menor, melhor para você.

Espero ter ajudado.

Até a próxima.

 

Previdência Privada: planos abertos

plano aberto Quando você vai até um banco ou seguradora contratar um plano de previdência você tem a opção de contratar um VGBL (Vida gerador de beneficio livre) ou um PGBL (Plano gerador de beneficio livre).

É muito importante entender a diferença desses planos e como funciona a sua tributação, antes de escolher um.

Vale lembrar que além de entender como funcionam e ter que escolher entre o VGBL e o PGBL, você ainda deverá escolher em qual fundo deseja aplicar.

Assim como nos fundos de investimentos, os planos de previdência investem em fundos de diversas classes, logo você tem a opção de investir em fundos de renda fixa, multimercados, ações… Esses fundos também possuem taxa de administração, então é importante fazer um comparativo entre os bancos e seguradoras.

A taxa de administração, quanto menor, melhor para o investidor. Essa taxa é anual e é provisionada diariamente.

No próximo post vamos continuar com Previdência.

Até a próxima quinta.

Previdência Privada: plano fechado e plano aberto

Plano fechado e abertoNo ultimo post você conheceu um pouco mais sobre a Previdência Privada, hoje vamos falar dos tipos de Planos de previdência que você pode contratar.

Existem os planos fechados e os planos abertos.

Os planos fechados também conhecidos como fundos de pensão, assim como o nome já diz, são para um grupo fechado de pessoas, geralmente vinculado a uma empresa, na maioria das vezes é dado como opção de benefício aos funcionários de uma determinada empresa. Uma característica desse plano e que todo lucro ou prejuízo são distribuídos aos participantes do plano. 

Já os planos abertos são aqueles que você pode contratar diretamente em um banco ou seguradora e que esta disponível para todos. Os recursos são investidos em fundos e você paga taxa de administração.

No próximo post vamos falar mais sobre os tipos de planos abertos.

Até a próxima quinta.

Entenda o que é a Previdência Privada

Entenda o que é a Previdência Privada

A Previdência Privada é um plano para acumular recursos com intuito de aposentadoria, esse plano não possui vinculo ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Você pode contratar um plano de Previdência Privada em algum Banco ou seguradora.

A ideia principal da Previdência Privada é agir como um plano de aposentaria, ou seja, a pessoa fará contribuições  mensais  e o montante acumulado será transformado em aposentadoria.

O contribuinte irá decidir o valor que pagará por mês e com quantos anos ele pretende se aposentar. Na data escolhida para aposentadoria o contribuinte irá receber os créditos mensalmente. Vale lembrar que o contribuinte pode ao longo dos anos fazer aportes (aplicações) extras a fim de aumentar ainda mais o valor do fundo acumulado.

Quanto mais o contribuinte aplicar no seu plano de Previdência Privada maior será o montante acumulado e então maior será a sua aposentadoria.

Para as pessoas que já contribuem com a Previdência Social nada muda, a Previdência Privada funcionará com uma Previdência Complementar.

Uma das vantagens nos planos de Previdência Privada é que o contribuinte pode interromper as contribuições se tiver algum problema financeiro por exemplo e depois pode voltar a contribuir sem burocracia, o contribuinte sempre terá o saldo acumulado aplicado em um fundo.

Caso queira, o contribuinte pode também resgatar o valor que acumulou no plano de Previdência Privada antes da data de aposentadoria, só precisará verificar a carência para resgate do plano que contribui.

Existem algumas coisas que o contribuinte precisa se atentar ao contratar um plano de Previdência Privada, inclusive precisa conhecer os tipos de planos para escolher o que atenderá melhor as suas necessidades.

Por hoje é só continuaremos com esse assunto na próxima quinta.

Bom feriado.

Aplicativo que paga para você responder pesquisas

 


Aplicativo que paga para você responder pesquisas

Vocês que adoram tecnologia e aplicativos, a Google trouxe para o Brasil um novo aplicativo chamado Opinion Rewards, esse aplicativo paga para os usuários responderem pesquisas. Os usuários podem receber até R$ 3,00 como recompensa. Esse valor pode ser usado para compra de novos aplicativos ou outros produtos na Google Play.

As perguntas são sobre os usuários, como por exemplo, “Para quando você está planejando sua próxima viagem?”. O aplicativo poderá enviar perguntas uma vez por semana para você responder.

Baixe o aplicativo, responda as pesquisas e aproveite os créditos!

Para saber mais sobre o aplicativo clique aqui.

Espero que tenham gostado da dica.

Até a próxima quinta.

É o momento de morar sozinho?

É o momento de morar sozinho

Muitos desejam ter a casa própria, seu espaço, fazer suas próprias regras… Ser independente!

Mas lembre- se, ter o seu espaço é também ter despesas. Ao comprar ou alugar uma casa/apartamento você terá também despesas como: aluguel, IPTU, condomínio, reforma, compra de eletrodomésticos e móveis, conta de água, luz, telefone, internet e tantas outras despesas.

O ideal é fazer um planejamento antes de tomar uma decisão, é importante avaliar se essas despesas cabem no seu orçamento, afinal independência financeira não é sair de casa e ter as contas bancadas pelos pais. Se o seu orçamento ainda não suporta essas despesas, não se precipite, espere mais um pouco. Mas não desista! Planeje, trabalhe, mantenha o foco no seu objetivo que com certeza você conseguirá.

Não acredito que exista a hora certa de sair da casa dos pais, na verdade isso vai depender do objetivo de vida de cada pessoa.

Existem muitos jovens/adultos bem sucedidos profissionalmente e financeiramente que preferem morar com os pais, dessa maneira aproveitam para poupar mais já que ajudam pouco nas despesas de casa. Como essas pessoas possuem menos despesas, conseguem garantir um aumento de patrimônio e segurança na velhice, possuem muitas vezes um carro e viajam frequentemente. Mesmo “seguindo as regras” da casa, preferem ficar mais tempo morando com a família.

Como eu já disse o que vai definir o momento ou não de morar sozinho, são os seus objetivos de vida, é avaliar os pós e contras antes de tomar uma decisão.

O segredo para alcançar os seus objetivos é o planejamento.

Até a próxima quinta!

Controle financeiro para empresas- GRÁTIS

Controle financeiro para empresas

Existe um programa de controle financeiro para empresas bem bacana e gratuito.

Isso mesmo, gratuito. Você que possui empresa e se perde com as contas, esse programa é uma ótima opção para você organizar as finanças da sua empresa.

O nome do programa é ZeroPaper. Eu utilizo e super recomendo! É muito fácil de usar.

O programa disponibiliza ferramentas como:

  • Recebimento
  • Despesas Fixas
  • Despesas Variáveis
  • Pessoal
  • Impostos
  • Transferências
  • Relatórios
  • Recibos de pagamento e recebimento
  • Lembretes diários de pagamento e recebimento (por e-mail)

Existem outras versões do programa ainda com mais recursos, essas versões são pagas.

Para saber mais sobre esse programa incrível, clique aqui.

Aproveite essa dica para organizar a sua empresa.

Até a próxima quinta.

Pontos em Dobro

Pontos em dobro

Tenho uma ótima noticia aos leitores que possuem programa de pontos nos cartões de crédito do banco Itaú.

Esse mês o Itaú e a Azul estão com uma promoção incrível!

Os clientes que possuem pontos no Programa Sempre Presente do Itaú podem transferir os pontos em dobro para o programa TudoAzul (programa de pontos da Azul Cia Aérea). Por exemplo, você transfere 15 mil pontos do Programa Sempre Presente do Itaú e serão creditados 30 mil pontos no programa TudoAzul.

Se você ainda não tem cadastro no programa TudoAzul, clique aqui, o cadastro é gratuito.

Corre que a promoção é só esse mês.

Essa é uma ótima oportunidade, aproveite.

Até a próxima quinta!

Como economizar na viagem do feriado prolongado

ecomizar viagemTodos sonham com o feriado prolongado, descansar, sair da rotina, conhecer novos lugares. O que não pode acontecer é esquecer o orçamento. Lembre-se do seu planejamento financeiro para não se endividar.

O ideal é planejar a viagem e colocar no papel os gastos com hospedagem, combustível, alimentação, pedágio e passeios, isso vai ajudar a ter uma ideia de quanto vai gastar e se está de acordo com o seu orçamento mensal.

Geralmente em feriado prolongado e período de férias os hotéis e pacotes turísticos ficam mais caros, quanto antes você planejar a sua viagem mais tempo você terá para pesquisar os preços e quem sabe, fechando um pacote com antecedência consiga algum desconto ou cortesia.

Para evitar os preços altos que geralmente é cobrado pelo comercio local, antes de viajar você pode comprar na sua cidade os alimentos, produtos de higiene, protetores e etc.

E a melhor dica de todas, viaje se os gastos estiverem dentro do seu orçamento, não transforme a sua viagem em uma divida futura.

Boa viagem e até a próxima quinta.