Spock, um vestido e despedidas

  • Spock

Mr-SpockNa manhã de sexta-feira (27/02) morreu um dos grandes ícones dos aficcionados por ficção científica, dos nerds e dos geeks. O Ator e diretor Leonard Nimoy, reconhecido por dar vida ao personagem que inspirou multidões a se interessarem por ciência e tecnologia, Mr. Spock da série Star Trek – Jornada nas Estrelas.

Mas por que homenageá-lo aqui na minha coluna sobre fotografia?

enhanced-22794-1425068382-9Acompanhei a série durante minha adolescência, mesmo sendo uma série antiga, bem anterior à minha geração, sempre me encantei com a forma que a tecnologia era retratada naquela época e sempre me interessei muito por assuntos como o Universo e a possibilidade de viajar e conhecê-lo.

grid-cell-475-1425076911-16Mas isso não vem ao caso. Faço aqui essa homenagem pois descobri que além de  ator, diretor, cineasta e poeta, Nimoy era um apaixonado fotógrafo desde sua infância, chegando até mesmo a considerar a possibilidade de abandonar a carreira de ator, e se dedicar a fotografia.

grid-cell-11177-1425076921-15Felizmente para todos, Nimoy pôde concialiar ao longo de sua longa e prospera vida ambas as carreiras. Após seu sucesso como Spock em Star Trek, em alguns outros filmes do universo da série, dirigindo e atuando, a partir dos anos 90, Nimoy pode se dedicar mais à sua carreira brilhante como fotógrafo.

grid-cell-19510-1425076938-22Em 2004, em entrevista ao The Republican, o ator chegou a citar a dificuldade em iniciar uma  nova carreira, pois por ser reconhecido em uma área da arte, ele sofreu certa resistência da crítica e do público.

grid-cell-19533-1425076995-18Apesar disso o trabalho de Nimoy teve grande aceitação e foi muito bem recebido. A partir daí, criou diversas séries fotográficas se mostrando um exímio retratista. Em uma de suas séries: “Secret Selves” – (personalidades secretas), Nimoy retratou o lado secreto da vida de algumas pessoas apresentando a série com as fotografias e as entrevistas com cada retratado.

grid-cell-8892-1425077072-15Não poderei exibir todo o conteúdo das fotos de Nimoy aqui, em muitas de suas séries, gostava de retratar o íntimo de cada pessoa e explorava as formas e contornos de seus corpos nus. Por isso, acessem o link abaixo para conferir melhor o trabalho desse Gênio em tantos sentidos.

BuzzFeed – 35 Beautiful Art Photographs Made By Leonard Nimoy
(Gabriel Sanchez)

  • Um Vestido

” Azul e preto? Branco e dourado?  Acho que meu cérebro está quebrado”

tumblr_nkcjuq8Tdr1tnacy1o1_1280
Vestido do Capiroto

Também na semana passada, vivemos uma comoção mundial. E eu não estou falando de nenhuma crise política, econômica ou social, nem falta d´água, nem Estado Islâmico. A internet parou… por um vestido. Pela simples cor de um vestido.

Uma foto de um vestido começou a correr pelo Tumblr, então começou a “treta”. A maioria, me incluo aqui, opinava que o vestido era Branco e Dourado, enquanto a minoria via Preto e Azul. E justamente por essa discrepância que a polêmica cresceu. Como poderíamos confundir cores tão diferentes? Alguém utilizou o Photoshop para bater o martelo. Preto e Azul.

Mas a resposta pouco importa, Naquela foto em específico, cada um de nós continuávamos vendo coisas diferentes. E vamos continuar. A questão não é sobre a tela na qual você está vendo, não são fotos diferentes, não é um GIF e não é um hoax. É nosso cérebro.

Acreditem ou não, aprendemos a ver, ouvir e até a sentir muito mais como um processo interno do que externo. Nosso cérebro interpreta estímulos externos a partir do contexto no qual tais estímulos se inserem.

Conversei com alguns amigos em um restaurante sobre o tal do vestido, no fundo, tocava uma música. Enquanto alguns de nós que conhecíamos a música conseguiamos identificar em detalhes o que estavamos ouvindo, os que não conheciam, não identificavam nada além de uma leve batida ritimada.

Ou seja, estávamos ouvindo nossa própria memória estimulada de forma extremamente suave. E é esse o segredo do vestido: Observem que na foto há pouco contexto para que nosso cérebro compare cores e luzes diferentes. Se uma parede branca é exposta a uma luz azul, nosso cérebro é capaz de compensar a iluminação e interpretar aquela parede como branca. Sendo assim, o que parou a internet nessa história não foi um vestido, mas sim a percepção de que nosso cérebro é muito mais poderoso do que imaginamos.

É preto e azul, pronto!

  • Despedida

jatefalei_choquecultural-36Finalizo com outra homenagem. Meu grande amigo, colunista Surreal e futuro jornalista brilhante, deixa essa semana o blog Já te Falei. Por questões melhor explicadas pelo  próprio em seu último post conosco, Lucas Ferrer, deixa o Blog de forma extremamente respeitosa, íntegra e alegre.

Foi o Carnaval mais lindo, mas minha Escola já passou

Lucas sempre nos fez refletir profundamente, nos divertiu nos instigou a criar novas formas de pensar, a questionar até a nós mesmos e a evoluir através de cada reflexão.

Lucas, obrigado por tudo, Irmão! Desejo toda sorte nos seus novos desafios, obrigado e parabéns!

Anúncios

2 comentários em “Spock, um vestido e despedidas”

  1. Lucas, parabéns pelos posts. Vou sentir saudades!
    Você é um jovem muito inteligente (duas grandes vantagens) e tem, com certeza, um brilhante futuro.
    Muita sorte no seu caminho e obrigada pelos bons momentos que proporcionou com suas postagens.

    Curtido por 1 pessoa

Comente este Post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s