Raios e Trovões – Receita para Capturar Tempestades

Eu sou fascinado por fenômenos naturais. Possuo uma fixação antiga e até um pouco infantil pela observação da natureza e tudo que faz parte dela. Passamos agora, de Dezembro à Março, pela época mais propícia para formação das chuvas de verão.

Essas chuvas não são comuns, são melhor definidas como “Tempestades”. Ocorrem de forma rápida, intensa e se acabam tão rápido quanto se formaram. Se você vive aqui em São Paulo já se acostumou com todas as peculiaridades que às acompanham. Se você não conhece, vou pedir para meus amigos explicarem:

Chove, alaga, caem algumas árvores, acaba a energia, trânsito, caos, etc. No meio de toda a confusão, de todos os transtornos, acontece algo lindo e assustador ao mesmo tempo, nosso fascínio sobre esses fenômenos vêm de nossos ancestrais, vêm de milhares e milhares de anos, já foram considerados deuses ou entidades sobrenaturais até mesmo expressões da fúria divina. As tempestades de raios.

Raios são descargas elétricas enormes que rasgam o céu instantaneamente aquecendo o ar a milhares de graus Celsius causando um som similar a uma explosão. Sim, são assustadores e infelizmente perigosos, mesmo assim, são belos. Raios, são o fenômeno completo, são a propagação da luz e do som da descarga elétrica, o som é denomindo “Trovão” enquanto a luz é conhecida como “Relâmpago”. É o relâmpago que vamos capturar! Vamos à receita:

  • Ingredientes

Você vai precisar de:

IMG_20150210_110906Uma tempestade com raios. Muitos raios. Como tempestades normalmente vem acompanhadas de água, aconselho um lugar coberto com uma boa visão do céu e do horizonte, mas um guarda-chuva também pode funcionar. Antes de continuar, vou deixar um aviso: CUIDADO! Não exponha seu equipamento às condições climáticas! Prefira perder a foto a perder seu equipamento, tive a sorte de uma tempestade com pouquíssima chuva e muitos raios.

Dr-Victor_2 tmb_456x265_her_zeus Thor-The-Dark-World-2013-Movie-Poster

Você vai precisar de Paciência. MUITA! Se não for amigo de Zeus, Thor ou Doutor Victor, vai ter que esperar a boa vontade da natureza (lembre-se que ela não se importa com você). Demorei alguns dias para conseguir algum resultado .

É necessário uma câmera DSLR, talvez com muito esforço e conhecimento uma mais simples consiga, mas sem ajustes manuais complica. Prefira uma lente grande angular, é impossível prever o local exato da formação de um raio, por isso quanto mais ampla a área alcançada pela lente maior a possibilidade de sucesso. Nesse caso, um tripé é imprescindível, ou alguma outra forma de apoiar sua câmera por longas exposições, mas sem um tripé, sua ação será limitada.

  • Modo de preparo

Monte seu tripé, monte sua DSLR no tripé e monte sua lente na câmera. Que tal deixar tudo montado e pronto por alguns dias esperando uma tempestade? Sim, foi assim que fiz! Foram três tempestades antes de um resultado satisfatório, e a cada uma delas, desenvolvi melhores formas de posicionar a câmera, configurar e expor corretamente. Sempre na tentativa e erro, gosto sempre de tentar desenvolver uma técnica própria e depois pesquisar as técnicas já existentes (e acertei!).

Ouviu um trovão? Pegue seu equipamento e corra para o local que escolheu, mire a câmera na direção da tempestade e configure sua câmera para a exposição da da cena. Utilizei a técnica de longa exposição, é praticamente impossível clicar no momento exato de um raio, por isso, deixaremos o obturador aberto por alguns segundos e torceremos por um raio na posição exata que a câmera está apontada. Alguns dos raios mais incríveis da noite que fotografei aconteceram exatamente atrás de posição que escolhi, e sim, é frustrante.

Para compensar o longo tempo de abertura do obturador, 15s, 20s, até 30s, é necessário utilizar uma abertura pequena entre f18, f20 ou f22.  também será necessário um baixo valor de ISO, entre 100, 200 até 400. Claro que a exposição correta vai depender de muitas características, e do seu conhecimento. Tem tudo isso muito bem explicadinho na série de posts que fiz aqui no Já te Falei: Fotografia Clique a Clique

  • Bon appetit

Desde a minha infância sou fascinado por todos esses fenômenos, principalmente raios. Assim como na Receita para um Retrato da Lua , venho tentando registrar esses fenômenos naturais e só após muita pesquisa, muito aprendizado, muito conhecimento e com os equipamentos apropriados consegui. Mas sei que ainda tenho muito o que evoluir nas técnicas e nos conhecimentos necessários para capturar o mundo da forma que vejo e que tanto me impressiona, até agora meus melhores resultados são esses, mas espero ainda um dia conseguir capturar aquele momento único, aquela fotografia incrível que enche os olhos e tira o folego, quem sabe antes que as águas de Março fechem o Verão eu ainda consigo!

Anúncios

Uma consideração sobre “Raios e Trovões – Receita para Capturar Tempestades”

Comente este Post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s