Além da Pauta III

– O senador Matias talvez não seja o gente boa que proclama a campanha na TV.

Luiz sorri e, sarcástico, responde:

– Jura! Pô, não sabia!

A detetive irrita-se com a intromissão, mas não para.

– Existe a suspeita que na fazenda dele, a Peter Pan, existam famílias inteiras de bolivianos em trabalho análogo ao escravo.

Luiz se remexe na cadeira, ele conhece aquela história. Foi ele quem descobriu aquilo tudo.

– Quando digo famílias inteiras, isso inclui crianças. – continua a detetive de forma mais séria.

Luiz já nem mais escutava, apenas lembrava-se daquele dia. Hoje faz dois anos que o mandaram embora do Jornal, não podiam manter um jornalista que era processado por um dos maiores senadores do país. O processo era tranquilo, aquela matéria quase o matou.

– Eu sei de tudo isso detetive, você não apresentou nenhuma novidade – O olhar de Karina atravessou os olhos dele, com certeza odiava ser desafiada.

Enquanto isso, Neto ouve calado a história, como Karina é capaz de falar tudo isso na frente de um editor de fofocas?

– Você só falou o que sabe que eu publiquei e já investiguei. De acordo com a justiça, nada prova que existam famílias nas terras do Matias. Eu sei que existem, eu as vi. Você também sabe que elas estão lá, sempre soube. O mundo inteiro sabe, mas a justiça não pode fazer nada se as famílias não aparecerem. E a não ser que você tenha o celular de algum escravo do maldito senador, infelizmente, você não tem nada. E se continuar a querer ser a Sherlock, vai acabar como segurança de shopping, se estiver viva.

– Uma criança fugiu.

Neto, que até então parecia nem estar lá, levantou-se da mesa enfurecido e gritou:

– Chega! Eu não quero saber de mais nada! Uma coisa que aprendi nesses anos de “fofoca” foi que saber pouco é saber o bastante.

– Você é um bosta, Neto! – Luiz fala olhando nos olhos do editor. Quando Neto vai responder, a detetive o atrapalha.

– Pai…

Luiz se espanta muito:

– O quê? Se é pai de uma detetive? Caramba!

– Pai – a detetive ignora o jornalista – você é peça fundamental para a investigação dar certo. Por isso estou dizendo tudo isso aqui, na sua frente.

– Me ponha fora, bem fora dessa.

– O que eu preciso do senhor é muito simples, preciso que mantenha coberta a ausência do Luiz aqui. Todos sabemos que ele é vigiado pelos homens do senador, até eu sou, então, se esse Maldito jornalista aceitar a minha proposta, iremos precisar encobrir a ausência dele nos bares e na redação.

Neto apenas faz um sinal com a cabeça. Luiz tira onda – ela deve ter puxado a mãe. – Karina apenas o olha e continua.

– Como estava dizendo antes do show, uma criança fugiu, acertou alguém com uma enxada e correu para o meio do mato. Nós a encontramos e, quando a interrogamos, ela relatou que fugiu por que não aquentava mais trabalhar, relatou também surras e abusos. Só temos um problema, ela não sabe de onde veio.
– Então está na mesma que eu! Não entendo o porquê você veio até aqui. Disse Luiz com um pouco de irritação e frustração.

– Com uma diferença, eu peguei uma amostra do sangue encontrado na enxada da menina e mandei fazer um exame de DNA. Meu instinto estava gritando para eu fazer uma visita na fazenda do senador e, junto com um policial que também é médico, simulei que estávamos fazendo exames e aplicando um remédio para evitar uma virose que estava se alastrando na região.

Luiz apenas observa a jovem policial. Ela fala com confiança e voz firme, sua história envolve risco e instinto. O jornalista, após toda a análise do relato, confirmou que ela só podia ter puxado a mãe. Neto era um cara que, assim como hoje, sempre ficava de canto.

– Luiz, você tá me escutando?

– Sim, sim e aonde você chegou na sua linda aventura de 007?

Karina já estava farta do desprezo, mas resolveu continuar.

– É aí que a coisa pega, senhor Luiz. O sangue que encontramos na enxada pertence ao senhor José Matos.

– Ao Zé Mato? Se tá brincando- um sorriso saiu dos lábios do jornalista. Zé Mato era um funcionário do senador Matias e, quando descobriu sobre a matéria de Luiz, pegou um avião para São Paulo só para bater no jornalista. Luiz não assume, mas ele tomou a maior surra. Essa mulher trouxe para ele de presente a coisa que ele mais queria: vingança contra o senador e seu capataz.

– Não estou brincando. Mas vamos finalizar esta conversa por hoje.

 

To be continued…

OS SUPER-HERÓIS E HQ´s NO MUNDO DO CINEMA

Aproveitando o clima da Comic Con em São Paulo, vamos falar hoje dos super-heróis e como eles dominaram o mundo cinematográfico. Desde que me entendo por gente, o cinema aproveita-se de produtos de outras veiculações para lucrar nas bilheterias e arrastar milhões para as salas. Além dos livros, as HQ´s são os produtos mais procurados pelos estúdios para transformarem em franquias de sucesso.

Super-heróis sempre estiveram em alta. A idéia de ter alguém para salvar a pátria (mesmo que fazendo um grande estrago em alguns dos casos) sempre atraiu a todos. Através desta idéia, esses filmes garantem bilheteria milionária, público fiel e uma posição invejável nos rankings de exibição. As vendas antecipadas e aumento de sessões de pré-estreias na madrugada anterior provam esse crescente sucesso grandioso. Tanto é que os estúdios já garantiram lançamentos até 2020!

X-MEN: Franquia de sucesso já rendeu 7 filmes do universo dos mutantes.
X-MEN: Franquia de sucesso já rendeu 7 filmes do universo dos mutantes.

Já ganharam adaptações para o cinema: X-Men, Capitão América, Superman, Batman, Thor, Hellboy, Demolidor, Quarteto-Fantástico, entre outros. Atualmente, os filmes apostam no ar realista e tiram os super-heróis de sua posição gloriosa, colocando-os como justiceiros. Batman, por exemplo, o mais perfeito exemplo desta fórmula, teve uma carreira difícil e bagunçada no cinema, até chegar a nova trilogia comandada por Christopher Nolan (diretor de Interestelar, A Origem), quebrando todos os parâmetros comuns desses filmes, elevando o gênero à categoria máxima de apreciação do público, tendo 100% de aprovação dos fãs.

HOMEM-ARANHA foi um dos responsáveis pela retomada do universo HQ nos cinemas. O mercado estava um tanto frio na época, quando o primeiro filme foi lançado. Foram duas sequências com a primeira trama, que apesar de agradar a todos, deixava a desejar em sua adaptação. Com isso, a Marvel e a Sony Pictures decidiram reiniciar a franquia da maneira correta, com a história fiel e novos atores.

À esquerda: Tobey Maguire e Kirsten Dunst formam o casal protagonista da primeira trilogia. À direita: Andrew Garfield e Emma Stone vivem o novo casal no reboot de 2012.
À esquerda: Tobey Maguire e Kirsten Dunst formam o casal protagonista da primeira trilogia. À direita: Andrew Garfield e Emma Stone vivem o novo casal no reboot de 2012.

Alguns filmes deixam muito à desejar em suas adaptações e fracassam nas bilheterias e aceitação do publico. Um exemplo disso é Hellboy, que milagrosamente chegou insistente em seu 3º filme. Quarteto Fantástico teve um boa aceitação do publico, mas não agradou o próprio estúdio, que tomou a decisão de iniciar novamente a série, com um remake prometido para 2015.

Hellboy, à esquerda, interpretado por Ron Perlman e o Quarteto Fantástico à direita: Chris Evans, Michael Chiklis, Jessica Alba e Ioan Gruffud serão substituídos por outros atores na nova versão de 2015.
Hellboy, à esquerda, interpretado por Ron Perlman e o Quarteto Fantástico à direita: Chris Evans, Michael Chiklis, Jessica Alba e Ioan Gruffud serão substituídos por outros atores na nova versão de 2015.


OS VINGADORES
é o carro chefe da Marvel atualmente, já que ele reúne todos os grandes super-heróis de sucesso: Capitão América, Homem de Ferro, Hulk, Viúva Negra, Thor e etc. O primeiro filme foi um estrondoso sucesso e já garantiu duas continuações.

SIN CITY, de Frank Miller, não chega a ser propriamente um filme baseado em super-heróis, mas veio da famosa HQ com um forte apelo erótico e violento teve uma vida curta no cinema até agora, mas é um dos melhores no quesito visual. A produção aposta alto em grandes nomes para o elenco e no visual característico, dando um show de imagens e efeitos. Os filmes mesclam histórias dos quadrinhos no melhor estilo preto e branco, impactando com o pouco de cor que apresenta. Têm que ver!

Sin City e parte de seu elenco de peso: Bruce Willis, Jessica Alba, Rosario Dawson, Benicio Del Toro, Eva Green, Joseph Gordon-Lewitt, Elijah Wood e Mickey Rourke são alguns dos atores que passaram pela série.
Sin City e parte de seu elenco de peso: Bruce Willis, Clive Owen, Jessica Alba, Rosario Dawson, Benicio Del Toro, Eva Green, Joseph Gordon-Lewitt, Elijah Wood e Mickey Rourke são alguns dos atores que passaram pela série.

São tantos que para listá-los aqui precisaríamos de uns oito posts com muitas linhas e informações em cada um. Fãs do gênero não me crucifiquem. Não conheço as HQs, mas curto muito os filmes. Então fica aí o espaço aberto para debatermos as adaptações, opinarmos em cada obra e dialogarmos sobre esse universo

Se você é um dos amantes destes filmes, fique ligado no calendário de estréias nos próximos anos:

2015
30/04 – Os Vingadores 2: A Era de Ultron
18/06 – Quarteto Fantástico (remake)
16/07 – Homem-Formiga

2016
12/02 – Deadpool
28/04 – Batman Vs. Superman
05/05 – Capitão América 3
26/05 – X-Men Apocalypse
02/06 – Tartarugas Ninjas 2
08/07 – Doutor Estranho
05/08 – Esquadrão Suicida
11/11 – Sexteto Sinistro

2017
03/03 – Wolverine 3
23/06 – Mulher Maravilha
14/06 – Quarteto Fantástico 2
28/07 – Guardiões da Galáxia 2
17/11 – A Liga da Justiça

2018
23/03 – The Flash
27/07 – Acquaman

2019
05/04 – Shazam
14/06 – A Liga da Justiça 2

2020
03/04 – Cyborg
19/07 – Lanterna Verde (remake)

Para encerrar nossa semana, curta o trailer de OS VINGADORES 2: A ERA DE ULTRON. Até sexta que vem!

ja_te_falei_indicações_cinema

BOA SORTE  |  Direção: Carolina Jabor – Com Deborah Secco, João Pedro Zappa, Cassia Kis Magro, Fernanda Montenegro, Gisele Fróes e Felipe Camargo  – Denso, profundo, emocionante. Este longa nacional com certeza vai render bons frutos à atuação impecável de Deborah Secco. Cinema nacional da melhor qualidade.

estrelas_cine5 JOGOS VORAZES: A ESPERANÇA – PARTE 1  |  Direção: Francis Lawrence – Com Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Elizabeth Banks, Julianne Moore, Philip Seymor Hoffman, e Donald Sutherland  – CONTINUO INDICANDO – Denso, sombrio, forte e definitivamente muito impressionante. Esta primeira parte do final arrepia mesmo quem não é fã da série. Jennifer Lawrence está no ápice de sua interpretação na saga. Emoção e empolgação na medida certa! TEM QUE VER!

INTERESTELAR  |  Direção: Christopher Nolan – Com Matthew McConauguey, Anne Hathaway, Jessica Chastain, Matt Damon, Mackenzie Foy, Michael Caine e Ellen Burstyn  – CONTINUO INDICANDO – Apesar da longa duração, é um filme que enche os olhos e ouvidos em todos os aspectos. Com uma história intrigante, efeitos e som deslumbrantes e atuações impecáveis, arrisco-me a dizer que este – se não o melhor – é um dos melhores filmes de ficção científica da história do cinema. TEM QUE VER!

ja_te_falei_estreias_cinema

  • Quero Matar Meu Chefe 2
  • As Aventuras de Paddington
  • Caçada Mortal
  • Uma Noite de Crime 2: Anarquia
  • Homens, Mulheres e Filhos
  • À Procura
  • Brincante
  • Canção para Marion
  • Alguém Qualquer

Restituição de IR: penhorável ou impenhorável?

dinheiro-jatefalei

te falei o que seria uma Penhora?

Penhora é uma apreensão judicial, que recai sobre bens do devedor, para garantir a execução de uma dívida, face ao credor.

O artigo 649 do Código de Processo Civil apresenta um rol dos bens que são impenhoráveis. Dentre eles o inciso IV do mesmo artigo determina que são absolutamente impenhoráveis: os vencimentos, subsídios, soldos, salários, remunerações, proventos de aposentadoria, pensões, pecúlios e montepios; as quantias recebidas por liberalidade de terceiro e destinadas ao sustento do devedor e sua família, os ganhos de trabalhador autônomo e os honorários de profissional liberal.

Desta forma, podemos dizer que a restituição do IR, não está prevista no rol acima citado. Contudo, segundo recente decisão do TST, a impenhorabilidade dos salários alcança os valores de restituição de imposto retido na fonte pela empresa pagadora. Ou seja, a restituição de IR não pode ser penhorada para pagar dívidas do devedor, desde que os valores sejam provenientes de restituição do IR descontado na fonte sobre salários.

ir-jatefalei

Num processo movido por um trabalhador contra a Cooperativa dos Profissionais da Saúde da Classe Média e outros, o juízo de 1º grau efetivou a penhora sobre valor de restituição do imposto de renda de um terapeuta que era conselheiro da Cooperativa.

O juízo de 1º grau afirmou que a penhora ocorreu após várias tentativas frustradas de localização de bens da Cooperativa e de seus sócios. O terapeuta recorreu ao TRT da 2ª Região, que manteve o bloqueio da restituição do IR, por considerar que o artigo 649, inciso IV, do CPC protege apenas o salário, não valores de outras origens.

Contudo, ao recorrer ao TST o terapeuta teve êxito na demanda, e o TST suspendeu a penhora, entendendo que há direito líquido e certo do terapeuta de não ter esses valores penhorados.

Processo: RO-8252-30.2011.5.02.0000

A 5ª Turma do STJ, também já decidiu no mesmo sentido, entendendo que valor depositado em conta bancária, proveniente de restituição do IR descontado na fonte sobre salários, não pode ser objeto de penhora, salvo prova de que origem não é salarial.

O Tribunal de Justiça/AC, ao julgar o recurso de uma imobiliária, contra seu devedor, entendeu ser absolutamente impenhorável o crédito relativo à restituição do IR.

Para o TJ/AC, o imposto tem como fato gerador a aquisição de disponibilidade econômica decorrente de verba salarial, estando, por isso, a salvo de constrição no processo executivo.

Inconformada, a imobiliária recorreu ao STJ, e sustentou no recurso que o artigo 649, inciso IV, do CPC é taxativo sobre quais verbas são impenhoráveis, não constando em seu rol a restituição de IR.

A imobiliária argumentou ainda que, conforme o disposto no Código Tributário Nacional, em seu artigo 43, que trata do imposto de renda e proventos de qualquer natureza, o conceito de renda diz respeito ao que é produzido mediante trabalho, capital ou a combinação de ambos, o que impossibilitaria definir se a verba devolvida é salarial ou não.

O STJ destacou que o IR tem como fato gerador a aquisição de disponibilidade econômica ou jurídica de renda e de proventos de qualquer natureza, ou seja, “o fato gerador poderá ser de natureza salarial ou não“. Contudo, o Tribunal Estadual já entendeu que se trata de verba oriunda de devolução de desconto salarial, então assim deve ser considerado.

O STJ destacou também que a discussão sobre a natureza alimentar da verba, importaria em reexaminar as provas no processo, o que é vedado pela súmula 7 do STJ.

Assim acrescentou o relator desembargador convocado Adilson Vieira Macabu: “Não há como, portanto, reter verba que, em princípio, tem natureza salarial. Para que assim pudesse ocorrer, deveria ser comprovado que a restituição de Imposto de Renda possuía origem diversa da fonte dos vencimentos da recorrida“.

O desembargador ressaltou ainda que, sendo o caso de imposto descontado sobre salários, “a devolução do IR nada mais é do que a devolução do salário que foi retido a maior“.

Desta forma, segundo o magistrado, tem-se que a restituição do IR é impenhorável quando tem origem em qualquer uma das receitas compreendidas no art. 649, inciso IV, do CPC.

Processo: REsp 1163151 – AC (2009/0211164-0)

Velozes e… Bonzinhos

A velocidade é algo que fascina e atrai, uma vez que se sente parece que o vicio é imediato, não da mais para ficar sem.

 Velozes e Bonzinhos

Quem não gosta de dar uma pisadinha no acelerador de vez em quando e sentir a adrenalina tomando conta do corpo.

 Se você gosta de acelerar nas ruas, saiba que você esta colocando sua vida e a dos outros em perigo. Como fazer? Vá pro autódromo.

 Velozes e Bonzinhos

Você sabe o que é Track Day?  É a sua grande oportunidade de acelerar o seu próprio carro em um local seguro, monitorado e lado a lado com outros amantes da velocidade.  O Track Day não é uma competição, não se trata de uma corrida de carros e sim de um evento recreativo em que os carros respeitam a distância entre eles, locais seguros de ultrapassagem  e a regularidade é o maior atrativo.

 Velozes e Bonzinhos

Velozes e Bonzinhos

Segundo José Santiago, administrador de eventos automobilísticos nacionais e Internacionais pela Crazy for Auto, o importante é a segurança dos pilotos, com o regulamento em mãos os pilotos poderão desfrutar de momentos incríveis em ambiente seguro para ele e para terceiros.

 Velozes e Bonzinhos

Se você pensa que qualquer pessoa pode participar de qualquer jeito, está muito enganado, tudo é muito sério para ser seguro, apenas maiores de idade, capazes e habilitados podem pilotar seus próprios veículos que são devidamente vistoriados, principalmente quanto aos pneus, rodas, suspensão, luzes de sinalização, freios, fluídos e cintos de segurança (de pelo menos 3pontos), entre outros.

 Velozes e Bonzinhos

O participante também poderá levar um Carona no veículo e ambos deverão estar devidamente trajado, sendo que a obrigatoriedade é apenas de calça comprida e capacete, mas a vestimenta completa com macacão, luvas e sapatilhas é sempre sugerida como uma proteção maior.

Velozes e Bonzinhos

Para quem quiser conhecer e saber como funciona este modo de pilotagem segura e dinâmica dentro das pistas, no próximo dia 06 de Dezembro irá acontecer o Track Day em Piracicaba, vá e leve sua família e amigos para conhecer de perto o mundo da velocidade.

 Velozes e Furiosos é o nervosinho do trânsito, seja Veloz e Bonzinho e vá para o autódromo sentir a adrenalina da velocidade.

Imagens:
Crazy for Auto

 Data:
Sábado, 06 de Dezembro de 2.014

Organização:
Crazy for Auto
11-3571-7627 | 11-99348-5729
contato@crazyforauto.com
www.crazyforauto.com
www.facebook.com/crazyforauto

Local:
ECPA – Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo
Rodovia SP 135 Km 13,5 CEP 13428-000

Seguro de Vida: Devo contratar?

proteção_seguro

Para um bom planejamento financeiro, familiar e pessoal, é importante considerar a contratação de um seguro de vida.

Não é só o seu gerente de contas querendo bater meta, o seguro de vida é um ótimo produto, basta você contratar com consciência.

Ainda não se convenceu que precisa de um seguro de vida? Então vamos lá. O seu carro tem seguro. A sua casa tem seguro. E quem trabalhou para comprar o carro, pagar a casa, pagar as contas, a máquina de fazer dinheiro, a sua vida, não tem seguro? Pois bem, deveria.

Não é difícil entender como funciona a contratação do seguro de vida. Você procura o seu banco ou uma seguradora, define um valor que pode ser pago à vista ou mensal e pronto: terá um valor de apólice. É bem parecido com um seguro de carro – você paga para estar assegurado, caso deixe de pagar, deixa de ter o seguro.

O seguro de vida não cobre só caso de morte, muitos cobrem também invalidez por acidente (você recebe o valor em vida) e doenças graves (indenização também em vida de um valor, para o primeiro diagnóstico da doença). Você está protegendo a sua vida e protegendo também as pessoas que você gosta. Em muitas famílias existem apenas um provedor de renda, e no caso de um acidente ou morte, a renda da família toda fica comprometida.

Quando atuava como consultora de investimentos, muitos clientes diziam que não contratariam um seguro de vida porque o dinheiro ficaria para os outros e não para eles. E no caso de uma doença grave? Quem tem um seguro de vida com essa cobertura, recebe um valor em vida para ajudar no tratamento, sem precisar utilizar os investimentos que muitas vezes foram necessários anos para acumular.

No caso de ocorrer o sinistro (nesse caso, a morte), o valor da apólice ficará para os beneficiários que o assegurado indicou. No caso de não ter indicado, o valor irá para os herdeiros legais.

Existem também seguros de acidentes pessoais, seguro mulher, seguro de renda e etc.

Gosto muito do seguro “Renda Protegida”, inclusive o Itaú trabalha com ele. Esse seguro garante uma renda para você e sua família, caso fique impedido de exercer as suas funções no trabalho. Para maiores informações, clique aqui.

Os seguros possuem outros complementos que podem ser contatados ou não, como o auxílio funeral, dentre outras assistências.

Você pode pedir para o seu gerente, ou quem está lhe auxiliando na contratação, simular o seguro com e sem essas assistências, para saber qual cabe no seu bolso. Leia atentamente todas as coberturas que você terá e entenda bem tudo antes de contratar. Não fique com duvidas.

Quanto mais novo você contrata um seguro, mais barato ele fica.

 Fica a dica!

Até a próxima quinta!

 

 

 

 

 

 

 

 

Todos os meus amigos estão se casando… e eu?

Todos os meus amigos estão se casando

Por Ela:

Sabe aqueles planos que você faz desde criança sobre a vida? Na minha escola, pelo menos, tive aulas em que o professor pedia para planejarmos nosso futuro através de uma linha do tempo: que faculdade fazer, que profissão seguir, morar sozinho, casar, ter filhos… Sempre refleti muito sobre isso e sempre gostei muito de fazer planos, me organizar (pra terem uma ideia, hoje eu tenho 3 agendas: duas de papel – uma no trabalho e uma na bolsa – e outra no celular – para despertar sempre que tenho algum compromisso). Sempre tive uma vida regrada, cheia de planos e expectativas e, recentemente, percebi que posso estar atrasada em relação àquela linha do tempo que havia estipulado para a minha vida.

A parte de estudos, faculdade, pós-graduação, realização profissional está bem resolvida, dentro do esperado. Mas e o resto? Casamento, filhos? Estou atrasada! Percebi isso porque a maioria dos meus amigos e primos está se casando, alguns já têm filhos e outros estão planejando tê-los… E eu? Como estão meus planos em relação a isso? Daqui a alguns anos não poderei mais ter filhos, meu relógio biológico não para e, a cada dia, meu tempo torna-se mais escasso. Mas, por outro lado, eu também não quero ter filhos agora…

E aí, Ele?! Esses planos dependem também dos seus planos… Na verdade, acho que a parte que envolvia somente a mim na minha linha do tempo eu completei conforme havia imaginado. Mas, e a parte que envolve outra pessoa? Que envolve o Ele? Não posso planejar sozinha o futuro do Casal…. isso é fato! Então, por que será que o professor pedia para fazermos aquela linha do tempo? Pra nos frustrarmos depois? Ou será que para perceber o que eu estou percebendo agora: por mais que planejemos cada detalhe das nossas vidas, nem tudo acontece como o esperado, pois o mundo é das possibilidades e o futuro é imprevisível. Sim, agora eu te entendo, Ele! Não dá para planejar tudo, mas algumas coisas, podemos planejar sim, viu?!

Onde podemos chegar com essa reflexão toda? A questão é que não podemos nos comparar com outras pessoas, cada um tem seu tempo e cada casal também. O melhor é não colocar o carro na frente dos bois e não se desesperar. Fazer planos é importante sim, mas quando não dá pra planejar tudo, o que resta é ser feliz assim mesmo, estar bem resolvido consigo mesmo (e com Ele também) e esperar as coisas acontecerem no seu tempo.

Casa comigo

Por Ele:

E eu? Eu tô com Ela, vivendo e curtindo. O fato é… meus amigos estão casando. Não faz muito tempo fui ao casamento do meu brother da faculdade, cara, ele é meu amigo da faculdade! Não sou eu que estou atrasado, são eles que estão casando rápido demais.

Calma gente, é brincadeira. Meus amigos não estão casando rápido demais, nem de “menos”, eles estão casando, pois encontraram a pessoa certa e estão em condições de viverem um vida juntos. O meu caso não é muito diferente, eu encontrei a pessoa certa, só não tenho muita condição de viver junto com ela, afinal blogueiro nem sempre é a coisa mais estável do mundo. Enfim, não é nem essa a questão, a questão é:

E agora? Seus amigos estão casando e suas amigas estão tendo filhos  e você, quando vai tomar jeito?

Entre as muitas coisas que já bebi na vida, jeito, não foi uma delas. Tenho a maior dificuldade de planejar meu futuro, é difícil para mim responder a pergunta da minha vó ou a expectativa da minha família de que sou o próximo a casar. As duas decisões citadas não dependem só de mim, eu tenho uma parceira (linda) e os planos dela devem estar alinhados aos meus quando resolvermos casar ou mesmo ter filhos. Mesmo nos tempos em que vivemos, casamento é coisa séria, partilhar sua vida com aquele(a) que ama, não é brincadeira  e nem “de boa”, é sério e merece todo o respeito.

Se eles querem casar, que casem! Sempre foi esse meu lema, pois não é justo estourar o meu tempo e me enfiar em um casamento o qual não tenho condições de manter financeiramente e, em muitos casos, psicologicamente. Meus amigos estão casando? Então eles que casem, meu relógio é diferente. Divido uma vida incrível com ELA, mas ainda não chegou nossa hora de juntarmos as escovas.

ELA, hoje eu te levo para sua casa, mas prometo, amanhã ou depois, vou te levar para casa…

Mimos Inteligentes

spezzato_analia_franco_mimos_inteligentes

Toda mulher gosta de se sentir bonita. Principalmente em fotografias.

Hoje em dia com as redes sociais então, nem se fala… Semana passada ganhei um mimo maravilhoso da loja de roupa feminina Spezzato Anália Franco.  Que não poderia deixar de compartilhar com vocês.

Eles presentearam todas suas clientes com uma linda foto profissional. Já de início quando eu cheguei, na minha hora marcada, a maquiadora já estava me esperando, nossa!  A maquiagem profissional especialmente para fotografias é algo incrível, fica muito claro como esses profissionais realmente possuem uma técnica que faz diferença!  Depois o estilista da loja me fez a produção da  roupa. Levei meus acessórios que a Denise Furlan Complements  escolheu e fomos para a sessão de fotos. No final, eu escolhi a foto que desejava e eles me deram de presente!

A ideia foi maravilhosa e me senti super paparicada e muito feliz com minha foto! Nem preciso dizer como uma bela fotografia levanta a nossa auto-estima!

Sobe o Samba – Raízes…

Hoje quero agradecer…

sobeosamba_jatefalei-23Finalizamos nesse final de semana (29/11) um projeto iniciado em agosto. Fui convidado pelo então mestre da Bateria Fúria Vermelha, Gustavo Maxwel, a documentar o desenvolvimento do projeto para a festa de comemoração de 5 anos da bateria do curso de Psicologia da Mackenzie, onde me formei.

“tá, mas e daí?”

sobeosamba_jatefalei-22Aprendi com meus professores, meus amigos, enfim, com a vida, que podemos (e devemos) aplicar nossos talentos muto além do alcance de um lucro material. Quando o seu trabalho tem a capacidade de tocar e alcançar uma pessoa, ou ajudar e divulgar uma causa, pense bem, pode valer muito a pena aplicar seus conhecimentos e esforço em  um ideal, um objetivo comum. Não escolhi a Fúria…  ela me escolheu.

O Projeto

sobeosamba_jatefalei-1 (2)Simplesmente por ser um pedido de um amigo tão próximo, um gigante na minha vida, com quem convivi desde o primeiro dia em que pisei na universidade até o dia em que pegamos nossos diplomas e que trago comigo até hoje, aceitei a proposta na primeira oportunidade. Conheço e confio, sabia que vinha coisa boa.

Na sala de reuniões da Fúria, Bar do Zé, Rua Maria Borba, me explicaram melhor a proposta. Um projeto documental, com o objetivo de divulgar a festa de 5 anos, e criar material sobre a história e importância da Bateria para os alunos do curso. Faríamos fotos de ensaios e apresentações, registraríamos parte do cotidiano da Fúria e lançaríamos 5 vídeos sobre diferentes perspectivas, alunos, atletas, torcida, membros da bateria e os mestres apresentando toda a história até então, velada.sobeosamba_jatefalei-12

sobeosamba_jatefalei-22Mas pera aí? Vídeos? Pois é, também fiquei surpreso, nunca havia trabalhado com vídeo e confesso que tive certa dificuldade. Gastei em novos equipamentos, estudei, errei e aprendi… e aprendi muito mais do que esperava.

Sangue e suor

Comecei então a acompanhar o cotidiano da Fúria, fui acolhido. Fui acolhido ali por cada membro, em cada momento. Leva instrumento, traz instrumento, hora de ensaiar, sala trancada, desentendimentos, opiniões, horário, atraso, círculo militar, embates, stress e sobe o samba…sobeosamba_jatefalei-13

sobeosamba_jatefalei-24E quando sobe o samba… é lindo, emociona, alegra, descarrega, vem a catarse, as lágrimas, ritimo, público e bateria em transe. Não tem como descrever, e quanto mais perto, mais perto você quer chegar. Você sente a batida no peito, move e comove sem sua permissão. “Quem não gosta de samba, bom sujeito não é…”

sobeosamba_jatefalei-19A cada membro que eu vi dar o sangue por aquele ideal me inspirava mais e mais a dar o meu sangue também. E levo isso comigo, dei o sangue ali, e darei o sangue agora nos meus ideais.

Raízes

Logo que fui chamado, não sabia o que esperar, não sabia o que estava sendo planejado e não sabia a importância daquilo que eu teria a oportunidade de documentar. Mesmo já tendo ouvido, presenciado apresentações, nunca entendi o esforço que existe por trás de uma bateria universitária, da falta de estrutura enfrentada cotidiana e incansavelmente e da falta de apoio e suporte das instituições as quais estão vinculadas.

sobeosamba_jatefalei-3Ouvi histórias de um mestre que por puro amor partiu do zero, convencendo e angariando apoio de seus colegas, seus amigos, que acreditaram e investiram contra toda a lógica numa idéia. Mestre Enzo, fundador e primeiro mestre da Fúria, que fala do samba com propriedade de poucos. Criou e importou tradições, prende sua emoção por mais de uma hora e meia de 5 anos de história com sua fala embargada e visão profunda e demorada das coisas.

sobeosamba_jatefalei-29Todos os outros mestres e membros que tiveram participação na fundação, na raíz, ou que guiaram e carregaram o desenvolvimento da bateria até ela se tornar o que se tornou hoje. Do zero, surgiu uma bateria que desde o início se associa, sem vergonha nenhuma, às suas iguais para crescer e para ajudar a crescer, opostos que se desafiam nos enredos, mas se ajudam nos bastidores. Uma bateria conhecida e respeitada justamente por sua capacidade de integração.

A surpresa e o Grande Dia

sobeosamba_jatefalei-30Mas a festa não marcaria apenas os 5 anos de existência, não marcaria apenas o passado, marca também o futuro, a transição de mestre, Mestre Gustavo passava o anel de bamba à nova mestre, incrívelmente capaz e competente, a nova Mestre Natália Oliveira. Que entrou na bateria, cresceu, ganhou seu espaço e fez por merecer o novo título e cada responsabilidade que o acompanha, e que no dia da comemoração recebeu então seu novo posto.sobeosamba_jatefalei-2

sobeosamba_jatefalei-4Vi nos olhos de cada membro ali a importância daquele momento, o resultado de todo o esforço e de todo o suor derramado. A festa foi totalmente organizada pela própria bateria, e advinhem, sem apoio nem suporte nenhum se não de seus próprios membros, já virou tradição, mas é uma pena que algo tão incrível, que envolve e comove tanta gente,  entre membros, ritimistas e alunos do curso conte com tão pouco apoio daquilo que representa. Essa é uma tradição na qual a mudança é bem vinda e só faz acrescentar à vida acadêmica, à vida de estudante de um aluno universitário.

sobeosamba_jatefalei-31Aprendi com o samba a importância da raiz, gostaria de ter entendido essa importância antes, mas sei que daqui pra frente nunca deixarei de lembrar e criar novas raízes aonde quer que eu vá. Por isso continuarei esse trabalho por um ideal. E farei o possível pra divulgar e mostrar essas raízes. “Não deixe o samba morrer…”

sobeosamba_jatefalei-1A cada mestre, a cada ritimista, a cada aluno, a cada envolvido, resumo então minha participação em duas palavras, mas palavras ditas em alto e bom som, de peito aberto e olhos marejados.

Parabéns e Obrigado.

UPDATE: Logo que postei esse texto, fui informado pelo Mestre Gustavo que hoje, 02 de Dezembro é Dia Nacional do Samba, uma feliz e incrível coincidência! Feliz dia do Samba pra você!

Links para todo o material produzido:

Página Fúria Vermelha

Vídeos:

Recepção
Atletas
Torcida
História 1
História 2
Bateria por bateria
Teaser 1 – Acromania II
Teaser 2 – Acromania II

KEEP CALM AND EAT A CUPCAKE

CUPCAKE_JATEFALEI

Esses maravilhosos bolinhos também fazem parte da tradição culinária norte-americana, e, assim como outros doces como o brownie, invadiram no mercado mundial no século XIX. Em sua origem, eram todos bolinhos individuais, de uma massa muito parecida com o pão de ló, cozida dentro de xícaras de porcelana ou de barro; daí veio ( CUP que significa “xícara” e CAKE que significa “bolo”, em inglês). Hoje em dia, são feitos em forminhas de papel.

Nos EUA, principalmente nos últimos anos, vêm substituindo os bolos de aniversário, batizados, casamentos entre outros, e nos estabelecimentos comerciais vendem-se cupcakes com motivos e decorações apropriados para cada ocasião: casamentos, formaturas etc.

Os ingredientes da massa de cupcakes são geralmente os mesmos, mas nada impede de introduzir variantes – gotas de chocolate, frutas, frutas secas, geleias, entre outros. A variedade é determinada, principalmente, pela decoração da festa. Para ter uma melhor apresentação, podem ser utilizados diversos cremes, ganaches e muito mais e também outros elementos decorativos feitos em pasta americana ou até mesmo de chocolate de modelar.

A forminha também tem um papel muito importante na apresentação dos cupcakes: aqueles que são com uma decoração mais elaborada podem ser feitos em papel mais simples, preto, marrom ou branco para os de baunilha, pois o foco é na decoração e não no papel do cupcake, já os que tem uma decoração mais simples em cima, podem ser utilizados papeis com diferentes tipos de estampas, combinando ou não com a decoração da festa, é claro que todo esse processo fica por conta do confeiteiro.

Caso você queria entrar nesse maravilhoso mundo dos CUPCAKES, abaixo colocarei duas receitas básicas de chocolate com algumas coberturas, para você se divertir e aprimorar as suas técnicas.

CUPCAKE DE CHOCOLATE com brigadeiro
Rendimento: 12 unidades

INGREDIENTES
100g de farinha de trigo
20g de cacau em pó
1 colher (chá) de fermento
100g de açúcar
2 ovos
90g de manteiga sem sal derretida
90ml de leite integral
60g de chocolate meio-amargo picado

MODO DE PREPARO
1. Preaqueça o forno a 180ºC.
2. Misture a farinha, o cacau, e o fermento e reserve.
3. Em outro recipiente, misture o açúcar, os ovos, a manteiga derretida e o leite.
4. Junte as duas misturas e acrescente o chocolate picado.
5. Divida a massa nas forminhas e leve ao forno por cerca de 20 min.

DECORAÇÃO (brigadeiro cremoso – cobertura ou recheio)
Ingredientes:
15g de farinha de trigo
20g de chocolate em pó
1 lata de leite condensado
200ml de creme de leite
20g de manteiga sem sal

Modo de preparo:
Em uma panela, dissolva a farinha e o chocolate no leite condensado.
Acrescente o creme de leite e a manteiga e misture bem.
Leve a massa ao fogo, mexendo sempre, até o conteúdo comerçar a desprender do fundo da panela. Deixe esfriar e utilize.

DICA IMPORTANTE: Este recheio é uma base, na qual o chocolate pode ser substituído por pó para sorvete, ou ainda, geleia de frutas, formando um leque imenso de recheios, utilizando a mesma base.

E para você que é diabético também tem…

CUPCAKE DIET DE CHOCOLATE

INGREDIENTES
4 ovos
2 colheres (chá) de adoçante forneável
2 colheres (chá) de óleo de milho
2 colheres (sopa) de água
35g de cacau em pó
110g de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó

MODO DE PREPARO
1. Preaqueça o forno a 180ºC.
2. Coloque os ovos e o adoçante na batedeira e bata até dobrar de volume. Reserve.
3. Em uma panela, aqueça o óleo e a água e junte o cacau, mexendo até dissolver bem.
4. Na tigela da batedeira, desligada, junte todos os ingredientes, misturando delicadamente.
5. Divida a massa nas forminhas e leve ao forno por 20 minutos ou até que esteja assada.

Nos vemos na semana que vem !!!

 

 

 

Além da Pauta II

Luiz bate o telefone no gancho com tanta força que o som ecoa por todo seu apartamento. Uma dor aguda o faz lembrar da mão que estava cortada – Merda! – ele diz, enquanto enrola a mão toda ensanguentada em uma faixa qualquer que achou em alguma gaveta. Após fazer o curativo, procura a chave do Peter Parker, seu Opala, que ganhou esse apelido quando bateu de frente com um muro, devido à péssima ideia de Luiz de fotografar um grupo de traficantes aliciando um jovem para o tráfico.

Com muito esforço, ele acha a chave, veste uma calça qualquer e xingando o mundo, pega o elevador, são 6 andares em um prédio de luxo em São Paulo, o último de seus pertences da época em que existia um jornalista famoso ali. No quarto andar, uma senhora entra no elevador – Bom dia, seu Luiz! – disfarçando o péssimo humor, ele responde – Bom dia, Dona Kelly, tudo certo?- Dona Kelly, é gente boa, mas naquele ano tinha sido eleita síndica e precisava trabalhar, então aproveita o momento e, assim que chegam ao 0, antes de Luiz sair do elevador, diz – Seu Luiz ?- ele segura a porta e se vira para ela – Acho que seu condomínio tá atrasado… Aquela noticia só serviu para deixar o nosso herói ainda mais furioso. Evitando descontar a raiva no mensageiro, apenas sai do elevador e solta a porta – Que se exploda, sua velha!

Ao sair na garagem, ele aciona o alarme do carro e sai rasgando pelo portão quase fechado. Luiz tem 30 minutos para chegar na redação, senão irá ouvir um monte do Neto, o editor do “Portal Famosíssimos” e seu novo chefe. Eles fizeram a faculdade juntos, enquanto Luiz era um dos melhores alunos da sala, Neto era mais um lá no meio. Hoje, Neto é o cara e Luiz um grande zé-ninguém que como um ex-BBB já teve lá… seus dias de glória.

Capítulo 2 – Um grande investigador de calcinhas

– Bom dia, Luiz!- Era sagrado ouvir a recepcionista Bel todas as manhãs. Os cabelos loiros e seios fartos sufocados em sutiã com bojo, sempre muito à mostra, lembram Luiz do lugar onde ele está. Tudo naquela redação era aparência. Eram jornalistas “sociais” que colocariam os colunistas sociais da “época” do Luiz em estado catatônico. Um homem musculoso passa ao seu lado, provavelmente, uma celebridade avisando que estará em algum restaurante hoje à noite. Luiz vai direto para a sala do Neto, sem bater, abre a porta – Preciso pagar o condomínio, o que tem nesse admirável mundo novo para hoje? – Neto apenas sorri e diz:

– Bom dia! Além da nota sobre a Ísis valverde, temos uma ou duas fotos da Grazi com o Cauã em um restaurante no Rio, acha que dá conta?

– Você só pode estar querendo me humilhar! Você é o editor desse negócio, tem que ter algo mais interessante, algo para se pesquisar… um furo.

– Hoje é seu dia de sorte, Liso! (um apelido que Luiz recebeu na faculdade devido a sua habilidade em escapar de furadas e descobrir novidades).Você pode descobrir que cor era calcinha da Ísis…

– Pelamor de …

– Você não acredita em Deus, Liso!

– E nem ele em mim!

– Vá sentar na sua mesa! Produza as notas e volte aqui, precisamos conversar!

– Eu te odeio, Neto!

– Eu também me odeio. Às quinze, aqui na minha sala.

Luiz bate a porta, fazendo toda a redação olhar para trás. Ele tem uma mesa, perto dos estagiários, é a única coisa que gosta naquele lugar. Os estagiários, futuros jornalistas, que ainda têm futuro: informar, contar grandes histórias e até se ferrar trabalhando, como ele. Os “muleques”, como os chama, são os únicos que gostam do repórter naquela redação.

– Eaí Boss, qual a boa? – Julio, um estagiário negro com quase dois metros de altura, que senta a uma mesa de distância falou por cima do seu notebook.

– A boa é a gostosa da Ísis, que comprou calcinhas, e a sua?

– Giovana Antoneli lança linha de macacões – Respondeu fingindo entusiasmo.

– Trabalhando em matérias importantes, gostei de ver hein….

O garoto entende o sarcasmo e ri. Luiz é seu ídolo e já trabalhou nos maiores jornais do país, Julio sonha em ser o Boss um dia, mesmo depois do Caso Peter Pan. O repórter liga seu computador e começa a escrever sua nota, aquilo é moleza, trabalho de iniciante. Enquanto escreve, lembra das grandes matérias da sua vida: As propinas nos processos de privatização, a história da Tia Xereta e, entre todas as outras, o Caso Peter Pan… a melhor de todas, sua ruína.

Apesar de estar no pior lugar do mundo, Luiz ainda é jornalista e, quando repara na foto da Ísis no shopping, consegue ver um pequeno, muito pequeno mesmo, pedaço de pano vermelho saindo da sacola que a atriz carrega. – Hahaha o Neto vai adorar essa – Ele termina a nota sobre o Casalzinho padrão chato e liga no ramal do Neto:

– Fala.

– Vermelha, e é fio dental.

– Isso que é jornalismo investigativo! Agora vem aqui para minha sala, vamos ter aquela conversa.

– Ok, to indo.

Mais uma vez, entra sem bater e se depara com uma mulher sentada na cadeira do outro lado da mesa. Neto estava sério, algo acontecia ali – Desculpa atrapalhar, é … hmmm, volto depois – Algumas jornalistas, não acreditando no seu potencial, às vezes, dão em cima de seus editores, Luiz, acha que é o caso, mas o próprio Neto o impede de sair.

– Entra, Liso. Essa é Karina, detetive da Polícia Federal…

– Caralho, Neto, o que você fez? – Ignorando a presença da mulher ali.

– O editor Neto, nada. – Ela interfere. – Luiz Carlos Magnos, eu vim falar com você – A mulher de cabelos negros, vestindo um terno feminino responde, com um olhar sério que atinge o repórter. Luiz sentiu medo, ele não sentia medo desde que…

– Como posso ajudar a detetive?- Luiz diz, com um pouco de deboche na voz.

– É sobre o caso Peter Pan, você escreveu a…

– Eu não sei de nada, como pode ver sou só um repórter do Famosíssimos.

– Eu peguei esse caso. E preciso da sua ajuda.

– Nem fodendo, eu não sei de nada. A mulher sorri, Luiz repara em seus olhos claros, ela é linda, cara!

– Tudo bem, Luiz… mas eu diria que tenho uma pista que pode salvar a sua carreira e prender o canalha daquele Senador.

– Como é que é?

– Você ouviu. Se quiser ouvir o que tenho a dizer, você vai sentar agora nessa cadeira e ouvir tudo, senão continue a falar sobre coisas importantes como o tanquinho do Cauã Reymond.

Luiz não tem opção, ela aguçou seu sentido de jornalista. Ele senta naquela cadeira sabendo que não tem mais volta.

– Ok, o que é um pingo para quem já tá na chuva…

– Então… – Começou Karina.

To be continued…