Passar o Natal com a minha família ou com a dele(a)?

Casal no Natal

Por Ela:

Natal é época de festa, de paz, de perdão, de amor, de celebrar a vida e de reunir a família… Todo mundo tem aquele parente que só vê no Natal. Além de tudo isso, tem ainda aquelas comidas deliciosas, antigas receitas da família que ninguém faz igual! Ah… tem também os presentes, lembrancinhas, amigos secretos ou amigos da onça. É tempo de ser feliz, mas também de pensar no ano que está se acabando e preparar o coração para o receber o novo ano que logo se aproxima.

Tudo isso mostra o como é importante passar essa data tão especial com a nossa família. Geralmente, nos dividimos para participar das comemorações tanto do lado da família do pai, como da mãe, deixando a Ceia do dia 24 para um lado e o almoço do dia 25 para o outro. Tudo certo! Todos ficam felizes! Mas e quando você tem um namorado nessa história? Como fica? Eu posso passar o Natal com a minha família e Ele com a dele. Pode até ser uma decisão justa, mas não ficaria satisfeita com ela. Se Ele é meu namorado, eu o escolhi para fazer parte da minha vida e, consequentemente da minha família. Mas, pensando por outro lado, eu também faço parte da família dele. E agora?

Eu acredito que o Natal seja uma data para passarmos com as pessoas que amamos, seja nossa família de sangue ou nossa família de coração, aqueles amigos que escolhemos para fazer parte de nossas vidas e que, muitas vezes, são mais próximos do que muitos parentes. Eu amo meu namorado, por isso, não me imagino passando o Natal sem Ele (ainda mais nessa época em que os sentimentos ficam à flor da pele).

Beijo de Natal

Ok! Primeira parte definida: já decidi que não quero passar o Natal sem Ele. Mas se vamos passar juntos, vamos ter que escolher onde e com quem… Com a minha família ou com a dele? A véspera com a família dele e o dia 25 com a minha? Pode ser uma opção… Só vai ser difícil escolher na casa de que avó nós passaremos: materna ou paterna. Talvez possamos revezar: um ano com a materna e no próximo com a paterna… Ou dar pelo menos uma passadinha rápida em cada uma, só pra desejar “um Feliz Natal”.

Eu acho essa escolha muito difícil, pois não dá pra agradar todo mundo… não será possível continuarmos com as mesmas tradições natalinas de quando éramos crianças. Nós crescemos e escolhemos dividir nossas vidas com uma outra pessoa que amamos e isso não significa que vamos deixar de lado nossas famílias de sangue, apenas que ganhamos uma nova família, que só tem a agregar em nossos laços genealógicos.

Por isso, independentemente de nossas escolhas, nossos familiares devem saber que amamos a todos e que, embora não seja possível estarmos fisicamente com todos nesse momento especial, eles estarão em nossos corações no Natal e nos outros 364 dias do ano.

Por Ele:

O Natal é uma das melhores datas comemorativas do ano. São luzes legais, gente se amando, presentes – Cara, eu adoro ganhar presentes, mano!- a Avenida Paulista mais linda ainda, a linha amarela com aquele trem feio e etc. Você tem que ser um cara muito chato para ficar de mau humor nessa época, tá tudo tão perfeito que a vida parece nem ter erro ou que o seu ano inteiro tenha sido uma merda. Mas a parte mais importante dessa data é…. o Jantar em Família. Toda família faz um jantar especial e recebe a parentada toda, aparece gente que some o ano inteiro e isso é bom demais. Mas aí vem o X do problema, você solteiro ou muito jovem passou a vida inteira com a mesma rotina no Natal, não te condeno, isso é normal. Mas agora não é mais tão jovem, esqueceu a palavra solteiro e tem uma namorada. Ela também, assim como sua família, deseja curtir esse momento tão especial com você, pois, com certeza, ele(a) te deu amor, carinho e sempre muita atenção.

meio

Mas aí, ELE, o que vai fazer?

Talvez, exagerando no pragmatismo, seja possível decidir pelo fácil. Cada um na sua e, dia 26, é nóis! Mas a vida não é assim e nem relacionamentos são assim. Sabendo que o lado mais fácil está completamente fora de questão a decisão se torna mais simples, basta decidir quem faz a virada e quem faz o almoço. De boas!

Desculpe ao público, mas vou ser o arauto da má notícia. Após decidir a primeira parte, o casal vai ter tomar mais uma decisão difícil. Qual lado da família você vai decepcionar? Na minha opinião, a melhor escolha é o lado que você não foi no dia anterior, dividir talvez sempre seja o melhor negócio.

A fase é de escolhas, mas aguente firme e nunca se esqueça: É Natal e tudo é especial no Natal.

FIm

Anúncios

2 comentários em “Passar o Natal com a minha família ou com a dele(a)?”

Comente este Post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s