NA BALADA COM O CASAL

Na balada

Na balada!- Por Ele

Não estaria mentindo se dissesse que sou muito, muito, muuuito menos baladeiro hoje, namorar me tornou um bicho mais caseiro, mas isso não significa que eu me tornei um ermitão. De vez em quando, dou uma de Zaratrusta e vou ver como anda a vida lá fora, com a diferença que hoje eu não vou sozinho, vou com minha senhora e ainda assim me divirto. Não como era quando solteiro, em casal você encontra outra forma de ver a balada e de curtir também.

O destino fez um negócio muito louco com a gente. Eu sempre fui ultrassociáviel, depois da adolescência eu me tornei um adepto das festas, dos bares e, por influência também dos meus primos, um adepto das baladas, não existia final de semana que não rolasse, a gente curtia muito, bebia muito e voltava com tanta história que os nossos bisnetos vão ouvir umas inéditas ainda. Já Ela, podemos resumir que, devido ao seu jeito calado e introvertido, she is not good at parties.

Na balada me divirto muito por 2 motivos. O primeiro é porque estou na balada! Caramba não tem como não se divertir. O segundo é que, mesmo ela sendo o ser mais tranquilo da face da Terra, não me proíbe de curtir a festa. Então eu vou lá e curto…  Com as óbvias ressalvas que um namoro implica. Hoje, ao imaginar que já cheguei até cobrar mais animação dela… aff… Mas eu fui um animal invasivo mesmo.

Enfim, voltando a falar em baladas em casal, acho muito interessante os dois criarem um “código de conduta do role”, se houvesse um desse, com certeza não teria briga por causa de festa. Então, agora vou sugerir o meu CCRC (Código de Conduta do Role de Casal):

1. Respeite o espaço do outro, eu sei que é uma balada mas confiança ainda é tudo.

  1. Não encha o saco por ciúmes, se vocês são ciumentos evitem baladas.

3.  Curtam juntos se você curte dançar e ele não ou vice-versa, passe parte do tempo com seu par, porque, apesar de amigos e talz, você veio com ele e nada teria a mesma graça sem ele.

4. Beije muito, se peguem mesmo, balada dá muita vontade de pregação e nada melhor do que aquele beijo de namorados.

5. Se não tá a fim de ir, não vá. É pior ir de mau gosto.

6. Balada em casal  é da hora! Permita-se aproveitar o momento.

7. Vale tudo o que for combinado previamente.

8. Se você namora, não é legal ir sozinho para a balada.

9. Acontece na balada, fica no relacionamento, elas não esquecem, então, por favor, não vacile.

10. Bastem-se. Só vale a pena namorar se vocês se bastarem para ser feliz.

Matutando ainda mais um pouco sobre o tema, percebo que ainda vejo a balada como via antigamente: um lugar ou uma noite para ser memorável!  Mas, se levarmos a palavra ao seu significado clássico e aplicando ao meu namoro, chego a conclusão que:

A balada é lugar de casal! É claro que sim!

Agora se a balada é o lugar do Casal?

Na balada! – Por Ela

Ir pra balada é um ótimo programa para quem está solteiro: para ouvir música, dançar, beber, se divertir com os amigos, flertar um pouquinho e quem sabe até rolar uma pegação? Mas não crie expectativas, imagine só a pegação mesmo, porque ninguém vai pra balada à procura de um relacionamento sério. Por mais que a Cinderela tenha encontrado seu príncipe encantado em um baile, não se iluda, porque o cara não vai bater de porta em porta atrás da dona do sapatinho perdido (se ele mandar um WhatsApp no dia seguinte você já pode se considerar uma mulher de sorte).

Pra ser sincera, nunca gostei muito de balada. Quando estava solteira eu ia mais pra me divertir com minhas amigas e ouvir música (porque eu nunca fui de dançar, nem beber). Agora, quando minhas amigas já estavam “felizes demais” ou quando eu não gostava da música, ficava sim com cara emburrada! Não era de propósito, mas acho que era nítido, porque os caras sempre se aproximavam de mim perguntando o motivo de eu estar brava e dizendo que eles poderiam me fazer companhia, me fazer rir ou ficar na bad junto comigo. No fundo, eu me divertia muito mais nas baladas dando foras nos caras (eu era muito cruel)!

Mas e quanto a ir pra balada com o namorado? Pode? Eu acho que pode sim, o que não pode é ir sozinho quando se está namorando. Mas, aconselho fazer uma avaliação antes de ir: se você ou ele forem ciumentos, aconselho arrumar outro programa, porque provavelmente só irão arrumar briga nessa situação. Por outro lado, se o ciúme for contido, controlado, você e seu namorado podem curtir a balada juntos, mas com outro enfoque, é claro! Não dá pra abusar também!

O que não se pode fazer quando for pra balada acompanhado:

– não ficar olhando pra outro ou outra (especialmente pra decotes ou saias curtas);

– não flertar (incluindo apenas troca de olhares);

– não dar abertura quando alguém vier puxar conversa com você;

– evite deixar seu parceiro sozinho (quando estão entre amigos tudo bem, desde que fiquem só no círculo de amigos);

– evite dançar com outra pessoa (exceção concedida a amigos cuja amizade é aprovada pelo parceiro);

– não beber demais;

– não arrumar brigas;

– para as mulheres: evitar usar roupas muito provocantes (a não ser que ele goste e não vá arrumar briga se alguém olhar para você);

– caso você receba uma cantada, não peça para seu parceiro te defender ou ir tirar satisfação.

Essas dicas podem evitar muitas brigas com seu parceiro durante e depois da balada. Eu, na verdade, não sou ciumenta a esse ponto e, felizmente, Ele também não, por isso, dá pra curtirmos de boa uma balada em casal (sem precisar de todas essas regras). Mas não corra o risco, avalie seu nível de ciúmes e de seu parceiro antes de decidirem ir pra balada.

Balada em casal pode até ser legal de vez em quando, não vejo problemas, o fato é que eu não curto muito (nem solteira, nem acompanhada). Acho que é porque não curto ver gente bêbada e odeio quando algum cara estranho já chega me tocando.

Apesar disso, Ele curte uma balada! (Inclusive, o tema do post foi sugerido por Ele. Acho que queria que eu refletisse sobre o assunto e visse o quanto sou velha e chata. Hahaha… Tudo bem, admito!). Como somos um Casal e temos que fazer as vontades dos dois, topo até ir de vez em quando pra balada pra variar o programa, mas não tenho muito mais pique pra isso não, pra ficar até de madrugada… amo dormir, prefiro muito mais um programa mais romântico, um jantar a dois com Ele, um filme com pipoca debaixo das cobertas juntinhos…

Anúncios

Comente este Post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s