Fotografia Clique a Clique – Tempo de Exposição e a Velocidade do Obturador

Vamos estudar frações?

Já conhecemos o sensor de nossa câmera e sabemos como controlar o ISO ou sua sensibilidade à luz. Mas podemos também controlar a quantidade de luz que nossa câmera permite que chegue ao sensor.

  • O Obturador

Quando utilizamos o termo “disparo” na fotografia, estamos nos referindo à esse mecanismo, o obturador. No momento em que você aperta esse botãozinho da sua câmera você dispara  esse mecanismo parecido com uma cortina que se abre e se fecha permitindo que a luz atinja seu sensor e seja registrada.

  • Velocidade do Obturador X Tempo de Exposição

Já pegou metrô na Sé às 18h? Pense em cada pessoa na plataforma como uma partícula de luz, (que poético, não?). Chega um trem vazio, esse trem é sua câmera, aquela multidão de partículas de luz se aglomera frente às portas, que se abrem. As partículas de luz, ou pessoas, se acotovelam para entrar, as portas se fecham e o trem parte. As portas são o seu obturador. O tempo que permanecem abertas controla a quantidade de luz/pessoas.

O que você determina nas configurações da sua câmera é a velocidade de funcionamento do mecanismo, a velocidade com a qual o mecanismo se abre e se fecha. Ao modificar a Velocidade do Obturador você controla o tempo que a luz tem para entrar na sua câmera.

Observe os exemplos abaixo:

Utilizei na cena acima exatamente as mesmas configurações modificando apenas a Velocidade do Obturador. Viu a diferença?

Subexposição: Com velocidades menores como 1/20, obtemos uma imagem com luz demais, perdendo as informações das partes mais claras.

Exposição balanceada: Com velocidades médias como 1/40 ou 1/80, obtemos uma imagem com um registro correto das informações. Variando apenas na sua leitura da cena, se você prefere a cena mais iluminada ou menos.

Superexposição: Com velocidades maiores como 1/160 ou 1/320, obtemos uma imagem com um registro insuficiente de luz. Perdendo informações de áreas mais escuras.

Claro que tais valores são relativos, numa cena externa bem iluminada é necessária uma velocidade muito maior para obter uma exposição balanceada, numa cena interna, ou noturna pouco iluminada, são necessárias velocidades muito menores para a obtenção da exposição balanceada.

Temos assim uma relação inversamente proporcional entre a velocidade do obturador e o tempo de exposição. Ao aumentar a velocidade do obturador se diminui o tempo de exposição, ao diminuir a velocidade do obturador se aumenta o tempo de exposição, controlando assim a quantidade de luz que alcança o sensor.

  • Frações

“Mas espera. O que são esses numerozinhos?”

O tempo de exposição é medido normalmente em segundos, mas quando falamos de fotografia 1 segundo é um tempo muito longo. Por isso, precisamos dividir em frações de segundos. Por exemplo, se o tempo de exposição estiver escrito como 1/10, estamos falando de 1 segundo dividido por 10, o que significa um tempo de exposição de 1 décimo de segundo. O mesmo vale para 1/80, ou 1/160, ou 1/320, ou 1/640. Quanto mais dividimos 1 segundo, menor o tempo de exposição.

  • Movimento

Uma consequência do tempo de exposição é a captação de movimento na imagem. Se o sensor permanece 1/10 segundo aberto, todo o movimento que ocorreu nesse décimo de segundo será captado. Observe os exemplos:

Captar o movimento de um objeto ou da câmera tem aplicações práticas muito interessantes que rendem assunto pra um post completo só sobre esse tema. Aguardem!

  • Na Prática

Para decidir todas as configurações da sua câmera para fazer uma fotografia, é necessário antes realizar a leitura da cena que será registrada, se a cena possui luz em excesso você pode utilizar velocidades mais baixas que além de captar menos luz, vão congelar qualquer movimento, se seu objetivo for captar os movimentos que estão ocorrendo na imagem será necessário utilizar velocidades menores de obturador.

Mas tudo depende da sua leitura e do seu objetivo ao registrar qualquer cena. Ao escolher cada configuração da sua câmera, é necessário estar consciente do resultado e das consequências da sua escolha.

Confira os outros posts da série “Clique a clique”:

Anúncios

6 comentários em “Fotografia Clique a Clique – Tempo de Exposição e a Velocidade do Obturador”

Comente este Post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s