A vida maluca de mergulhadores vendados

  O meu celular, o meu carro, o meu helicóptero e minhas roupas são simplesmente lixo. Servem apenas para nos tornar inúteis, tomar tempo, confiança, dinheiro e o principal, esses objetos nos roubam vida. Ela é curta e no final, ao contrário do que falam por aí, nós levamos muita coisa, e o seu Armani novinho não é uma delas. Para o outro mundo ou sono eterno levamos o que vivemos, nossas histórias que servem de bagagens que carregamos como cicatrizes na pele representando tudo o que construímos.

  Como um artesão moldamos a nossa experiência em vida como bem entendemos, podemos optar por sermos superficiais, belos em aparência e cheio de detalhes como um vazo chinês, lindo porém muito frágil, ou podemos nos entregar a mergulhos em lagos escuros, vendados nadando entre pedregulhos que muitas vezes vão gerar cortes, mas a cada braçada para o fundo se verá mais forte, esperto, experiente e feliz. Não pense que estou falando do acaso, quem escolheu o lago optou pela intensidade, escolheu que mesmo cortado, machucado ou ferido profundamente, será capaz de criar bons momentos.

  Os mergulhadores aceitaram que não dá para enxergar o futuro, mas que é possível, mesmo vendado, escolher o caminho ou seguir ou não uma corrente, e ser feliz com isso. Nesse caminho vão encontrar outros nadadores, o lago nunca é particular, aprenderão que as nossas preferências esbarram e fundem-se nas definições dos outros, dessa forma é que se encontram os companheiros, multiplicando seus destinos para criar o que, o idiota que vos fala definiu como: Grandes momentos.

  São os grandes momentos que definem nossa vida, são os momentos onde somos felizes e jovens. É a hora magica onde tudo faz sentindo e parece mais claro, mesmo no breu o temor diminui. Estes momentos agradáveis carregam as nossas energias, entusiasmo e vitalidade, tanto para o corpo como para a mente. É aquela vivência que esbanja leveza e carinho, no meio de tudo isso, pode ser que realize alguma coisa importante ou útil, mas isso não é fundamental o importante é ser feliz e seguir em frente.

  Aos vasos chineses só me resta dar um pequeno conselho:

  A única coisa que você não deve fazer é ficar esperando que os bons momentos aconteçam, eles podem até vir, mas infelizmente serão sempre muito pouco para o seu vazio, mergulhe com a gente! Se arrisque e de hoje em diante você vai fazer com que aconteça o que precisar para sua vida.

Anúncios

Comente este Post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s