Traição

Traição

Traição – Por Ela

      A ideia de escrever sobre o tema foi originária do último post: ciúmes. Qual o verdadeiro motivo do ciúme? O medo da traição, claro. E por que temos tanto medo de sermos traídos? Posso imaginar milhares de motivos, como por exemplo, por nos sentirmos inseguros em relação ao nosso relacionamento, inseguros sobre os sentimentos de nosso parceiro ou inseguros diante de nosso potencial. Talvez, também, porque já fomos traídos e deixamos de acreditar na fidelidade, no amor ou no ser humano. Ou ainda porque traímos e, como nós mesmos não somos fiéis, fica muito difícil acreditar que o parceiro possa ser.

       Depois que expus todos esses motivos vocês devem achar que eu morro de medo de ser traída. Mas, na verdade, não. Assim como não sou ciumenta, não tenho medo da traição. E não pensem que eu não tenho medo porque nunca fui traída (ou nunca descobri) e não sei o que é passar por isso. Muito pelo contrário, talvez de tanto ser traída eu aprendi a buscar relacionamentos mais seguros, recíprocos, ou seja, alguém que me ame de verdade, ou pelo menos me respeite.

      Na verdade, bem lá no fundo, sabemos quando estamos sendo traídos. É difícil que o relacionamento não sofra nenhuma alteração quando alguém está envolvido com outra(s) pessoa(s). Você sente, embora muitas vezes não queira acreditar, você sabe. E essa é a pior traição de todas: aquela em que o parceiro finge não ver e acaba consentindo com tudo isso. Quer um conselho? Caia fora antes que você só se machuque mais! Termine, chore muito, coma muito chocolate e depois chega! Parece que não vai passar, que você não vai sobreviver, mas passa! Acredite em você, faça algo que você goste, invista em você e corra atrás de sua felicidade! Apesar de acreditar no ser humano, é difícil de acreditar que um cara galinha não vá te trair de novo. A desconfiança estará sempre entre vocês.

    Por outro lado, existem também as pessoas inseguras e paranóicas, que o coitado do parceiro não pode nem respirar que já está sob suspeita! Quer saber? Acho que quanto mais em cima ficamos, quanto mais queremos controlar, mais motivos damos para que o parceiro nos traia. Afinal, se você já não confia nele mesmo e já brigam por isso, que seja com motivo então! Partir para o “autoritarismo” também é uma péssima jogada: proibir de conversar, de sair ou de ter amigos do sexo oposto só o levará a fazer tudo às escondidas!

      Pensando nisso, dar uma certa liberdade pode ser uma super estratégia para evitar a traição. Mas não é para fechar os olhos também! O meio termo é o mais adequado: cuidar, mas sem ficar no pé! Amar sem obsessão!

      O segredo da felicidade do casal é a confiança. A confiança é construída através de nossas atitudes e comportamentos. Para que não sobre espaço para a traição, a relação precisa ter por base o respeito. Acima do sexo e do prazer, está uma relação de parceria, de cumplicidade e amizade. Agora, se você não prioriza esses valores, o que está fazendo em um relacionamento? Se você busca só prazer e diversão, procure pessoas que estejam na mesma vibe e seja honesto. Não há nada de errado se o outro concordar, o que não pode é enganar, porque é óbvio que assim você acabará magoando a pessoa. Um relacionamento também é um acordo e o justo é que ambos estejam sujeitos às mesmas regras. Se você não quer ser traído, não traia; se quer ser respeitado, respeite; se quer confiança, confie. Clichê? Pode ser, mas juro que é simples assim. E se o cara te trair mesmo depois de tudo isso, é um canalha! Livre-se dele! Mas deixe um lembrete: o mundo dá voltas.

Traição – Por Ele

     Cuidado senhoras e senhores que traem, o que vai, volta, inclusive chifre. A traição mostrou-se o poderoso fantasma dos relacionamentos e a base de 2/3 dos romances e musicais escritos pelo mundo! Não é impossível ouvir por aí historias de casais que, em algum momento obscuro, rolou uma traição ou um amor contingente, sei lá, mas que no final voltaram, ou não.  Mas a verdade é uma só, você pode usar o termo que quiser para denominar o ato, mas não se finja de tolo, todos sabem o que é traição. Traição é traição, já diziam grandes poetas do cancioneiro brasileiro.

      Traição é quando alguém confia em você, e você dá uma de cuzão.  A atitude é maior do que o relacionamento de namorada e namorado, o traidor sempre é, e sempre será, alguém que cometeu um erro. Sou da opinião que quem trai é culpado pelo feito, mas as razões que o levou a tal são infinitamente diversas e é impossível achar um réu a ser julgado. Fatores como rotina, a falta de atenção, vontade de aventuras e a falta de sexo (ou criatividade nele) podem ser bons motivos para uma traição, mas estão longe de explicá-la ou absolvê-la.

      Não vou vir aqui cheio de moralismos e frases prontas como:

      Não admito traições, traição é o fim do amor e etc.

      Não é nem essa a ideia do post. Na minha opinião pessoas podem vacilar, mas se torna um direito de escolha do parceiro continuar ou não nessa relação, talvez a maior questão seja essa. Vale a pena se arriscar por uma traição, ou até, vale a pena desistir de um amor duradouro por uma traição?

      A resposta é sim e não para as duas opções. Vivemos em época de amor livre, seria incrível conversar com um adepto para saber suas opiniões e definições de traição.

      Vou terminar esse post com um conselho, esse é free, nunca tente evitar uma traição. Hã? Como assim? Evitar uma traição é praticamente querer que ela aconteça. Viva a vida mais leve, de atenção, amor, doses cavalares de carinho e o que mais for necessário para sua relação, mas nunca tente transformar o seu parceiro em sua posse, esses tais de humanos tendem a se rebelar contra opressores e ciúmes é a última coisa que funciona quando o assunto é evitar a pulada de cerca.

Anúncios

Uma consideração sobre “Traição”

Comente este Post

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s